Bolsas de NY sobem com vacina da moderna

Nos mercados financeiros, operadores já negociam a partir da suposição de que a pandemia começa a entrar em sua fase final. Em Wall Street, o Dow Jones fechou em alta de 1,60%, a 29.950,44 pontos, renovando máxima histórica de fechamento, o S&P 500 subiu 1,16%, a 3.626,91 pontos e o Nasdaq subiu 0,80%, a 11.924,13 pontos. O papel da Moderna saltou 9,55% e, na contramão, o da Pfizer cedeu 3,31%.

“As ações nos EUA dispararam com as notícias otimistas sobre a vacina da Moderna, que junto com a vacina da Pfizer, aumentam as expectativas de um retorno à vida pré-pandemia antes do próximo inverno (no Hemisfério Norte)”, explica o analista da Oanda, Edward Moya.

Na renda fixa, os Treasuries foram penalizados pela disposição dos agentes do mercado de tomar mais risco, em busca de maiores prêmios. Com isso, os juros dos títulos públicos americanos subiram, embora os curtos tenham virado no final da tarde e passado a cair: o retorno da t-note de 2 anos recuava a 0,173%, o da T-note de 10 anos subia a 0,902% e o da T-bond de 30 anos avançava a 1,663%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *