Brasil busca países para a celebração de acordos de comércio, diz secretário

O secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, Roberto Fendt, afirmou nesta sexta-feira que o Brasil está em busca de países para a celebração de acordos de comércio. Segundo ele, o País não pode se limitar ao sonho do multilateralismo do pós-guerra.

“Na semana passada, o conselho de política comercial, que é presidido pelo presidente Bolsonaro, aprovou o início de negociações com a Indonésia e o Vietnã”, citou Fendt, durante evento virtual. “Até o início deste governo, tínhamos dois ou três acordos comerciais com outros países, além do Mercosul”, acrescentou.

Segundo ele, o Brasil tinha acordos com países como Israel e com a Autoridade Palestina. Fendt afirmou que, em dois anos, o governo Bolsonaro conseguiu avanços nesta área. Ele citou o acordo com a União Europeia, que ainda precisa ser ratificado pelos países da região, e a introdução de acordos de livre comércio com países como Canadá e Coreia do Sul. “Estamos ampliando acordos com Índia e México”, citou.

Fendt afirmou ainda que o governo avançou na eliminação de barreiras tarifárias brasileiras para exportação a terceiros. E citou a redução do tempo para embarque de mercadorias a serem exportadas, de 13 para 7 dias no Brasil. “Essa economia de dias é de R$ 40 bilhões. Isso torna o produto exportado mais competitivo no exterior”, disse. “Ao mesmo tempo que procuramos abrir mercados, tomamos providências internas para tornar o produto brasileiro mais competitivo.”

Fendt participa na tarde desta sexta de evento virtual promovido pela Sociedade Nacional de Agricultura, sobre “Perspectivas do Comércio Exterior para 2021: Governo Biden e RCEP (Parceria Econômica Regional Abrangente)”.