Buffett: decisão de vender ações da Apple em 2020 ‘provavelmente foi um erro’

Megainvestidor e CEO da gestora Berkshire Hathaway, Warren Buffett disse que a sua decisão de ter vendido parte das suas ações da Apple no quarto trimestre do ano passado “provavelmente foi um erro”. De acordo com ele, no atual ambiente de juros baixos, papéis de grandes companhias de tecnologia são “barganhas” e estão corretamente avaliadas.

“Se os níveis das taxas de juros atuais são os apropriados, então essas ações, mesmo nos preços atuais, são barganhas, pois tem a capacidade de geração de caixa que títulos governamentais hoje não têm”, avaliou o investidor, durante reunião anual com investidores da Berkshire Hathaway.

Ainda sobre a Apple, Buffett destacou a presença “indispensável” dos produtos da companhia na vida dos americanos. De acordo com a CNBC, a companhia tem a maior posição na carteira de investimentos da Berkshire, em investimentos de cerca de US$ 111 bilhões.