Delivery é um dos setores em maior crescimento

Que o delivery é um dos setores em maior crescimento atualmente, ninguém duvida. Afinal de contas, o mecanismo de entrega em casa tem se tornado muito importante para empresas de todos os tipos, tamanhos e segmentos, especialmente na área de restaurantes, mas não só: hoje em dia, é possível fazer compras nas suas lojas favoritas em Rappi e outros aplicativos semelhantes.

Em 2020, os aplicativos de delivery cresceram 187%, impulsionados muito por causa da pandemia do novo coronavírus. O aumento no número de pedidos foi de 80%, um valor considerado bilionário e que garantiu a sobrevida para milhares de bares, restaurantes, lanchonetes e pizzarias do Brasil inteiro, especialmente nas grandes cidades do país, já que os apps não costumam atender em cidades pequenas.

Se você quer saber mais sobre o segmento e entender por que o delivery é um dos setores em maior crescimento, siga a leitura do artigo abaixo!

5 motivos que explicam o fato do delivery ser um dos setores em maior crescimento

1. Pandemia

Um dos principais fatores que explicam porque o delivery segue em crescimento e se destaca no mercado nacional é justamente a pandemia do novo coronavírus. Afinal de contas, a crise tem feito com que as pessoas evitem sair de casa e ir até lojas ou shoppings.

Assim, a maior parte das compras dos brasileiros tem sido feita via Internet, com opção de delivery em casa. Isso inclui não só compras de e-commerces e lojas virtuais, como também de supermercado, farmácias e muito mais. É por isso que apps como o Rappi seguem crescendo consideravelmente, adicionando cada vez mais opções de lojas e de produtos que podem ser comprados em suas plataformas.

2. Desemprego

Para crescer, qualquer área ou segmento econômico depende de certos elementos. Por exemplo, a demanda é vital para alimentar a movimentação econômica em segmentos da nossa economia. Sem demanda, não há produção.

No entanto, não dá para atender a demanda se não houver insumos como matéria-prima, energia e mão de obra. Assim, por mais que a demanda seja enorme, o crescimento não vem porque não há como produzi-lo.

O desemprego no país, por mais paradoxal que seja, tem sido um elemento de alimentação de mão de obra no segmento de delivery. Conforme os números crescem, mais pessoas vão para o setor de entregas com motos, carros e bicicletas, ajudando a dar vazão ao número de pedidos e mantendo o preço dos fretes mais controlado.

3. Novos hábitos de consumo

Dizem que quando chega a hora das coisas, não há como evitar que elas aconteçam. Um fator que indica que chegou a hora do delivery é o fato de que esse tipo de ação já está dentro dos hábitos de consumo dos brasileiros.

Já se tornou comum “pedir um delivery” em noites especiais, por exemplo. Programas de casal já incluem ficar em casa, pedir alguma coisa e assistir um filme em um serviço de streaming.

Quando uma tecnologia ou serviço entra nos hábitos de consumo da população, dificilmente eles saem de lá. É claro que isso não significa necessariamente um crescimento, mas garante uma estabilidade mínima. Como o delivery se tornou agora um hábito, ele está buscando encontrar o equilíbrio de demanda natural que terá na sociedade.

4. Ofertas inovadoras

Para estimular ainda mais a demanda, os aplicativos de delivery estão trabalhando com ofertas inovadoras de produtos e serviços a realizar. Um exemplo é o Rappi, que busca ocupar um papel de “super app” na vida do brasileiro.

Recentemente, a startup colombiana lançou o Rappi Mall, um ambiente dentro do app que permite que sejam feitas compras em lojas de shopping pelo aplicativo. Na prática, os usuários podem receber produtos de e-commerce em apenas 1 hora, sem se preocupar com o frete.

Além disso, o próprio Rappi já lançou um serviço para que os entregadores tirem dinheiro no caixa eletrônico, banco digital e muitos outros benefícios para os usuários.

5. Comodidade e praticidade

Para finalizar, o que garante que o delivery sempre terá um lugar de destaque na sociedade brasileira é o fato de que ele garante mais comodidade e praticidade para as pessoas.

Em vez de precisar cozinhar ou sair de casa para ir a um restaurante, as pessoas podem ficar em casa e receber o prato pronto. Isso sem falar nos outros produtos vendidos, como remédios, compras de mercado e produtos de lojas. Assim, a vida fica mais fácil e cômoda.

Pronto! Agora você não só já sabe que o delivery é um dos setores em maior crescimento, como também entende o porquê disso e sabe como avaliar a sua posição em relação ao segmento de entregas. Por exemplo, caso você esteja desempregado, pode atuar na área como um entregador ou participar do segmento de outra forma. Uma alternativa é sempre produzir pratos ou produtos que serão vendidos nos apps.

Gostou do conteúdo? Então comente abaixo com a sua opinião sobre o assunto!