Expedição de papelão ondulado totaliza 331.045 t em maio, recorde para mês

A expedição de caixas, acessórios e chapas de papelão ondulado alcançou 331.045 toneladas em maio, volume recorde para o mês, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira pela Associação Brasileira de Embalagens em Papel (Empapel). No comparativo interanual, essa é a décima primeira vez consecutiva em que o crescimento do volume expedido é recorde.

O boletim estatístico mensal aponta que o Índice Brasileiro de Papelão Ondulado (IBPO) subiu 24,3% em maio, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, para 147,4 pontos (com 2005 como parâmetro para 100).

O volume de expedição por dia útil foi de 13.242 toneladas em maio, também um aumento de 24,3% na comparação anual, dado que maio de 2021 e 2020 registraram a mesma quantidade de dias úteis. Segundo a Empapel, é o maior volume por dia útil da série histórica para os meses de maio.

Considerando-se dados livres de influência sazonal, o boletim mensal de maio aponta queda de 1,1% no índice IBPO, para 149,3 pontos.

Essa é a terceira queda consecutiva, acrescenta a entidade.

Na mesma métrica, o volume expedido de papelão ondulado foi de 334.602 toneladas e a expedição por dia útil foi de 13.384 toneladas, 5,1% inferior ao mês passado.