FMI afirma ter tido ‘reunião produtiva’ com autoridades da Argentina

O Fundo Monetário Internacional (FMI) informa em comunicado nesta terça-feira, 13, que uma equipe da instituição, liderada por Julie Kozack, vice-diretora do Departamento do Hemisfério Ocidental, se reuniu com o ministro da Economia argentino, Martín Guzmán, e sua equipe entre os dias 8 e 12 em Veneza (Itália). Os encontros tiveram o objetivo de “aprofundar o trabalho técnico necessário para desenvolver um programa apoiado pelo FMI”, diz a nota. Guzmán foi à cidade italiana também para um encontro do G-20, por isso a localidade.

O FMI afirma que as reuniões foram “produtivas para avançar mais no trabalho técnico rumo a um programa apoiado pelo FMI”. As equipes trataram da evolução do quadro global e da pandemia e suas implicações para o quadro macroeconômico argentino. “As discussões se concentraram em políticas para fortalecer a recuperação, a estabilidade econômica e a criação de empregos. Em particular, houve progresso para identificar opções políticas para desenvolver o mercado doméstico de capitais, mobilizar receita doméstica e fortalecer a resistência externa da Argentina”, diz o texto.

O comunicado afirma ainda que as duas partes seguirão trabalhando para “aprofundar sua compreensão nessas áreas cruciais”. O FMI diz que tem como meta ajudar o país a lidar de maneira duradoura com seus “desafios econômicos e do balanço de pagamentos”.