Frente é contra dar prioridade à reforma administrativa

A Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público (Servir Brasil) considera equivocada a decisão do Congresso de priorizar pautas econômicas que alterem a forma de contratação de servidores (efetivos e temporários) e o fim da estabilidade dos servidores federais, estaduais e municipais sem “argumentos sólidos ou razoáveis”.

O presidente da Frente, deputado professor Israel Batista (PV-DF), diz que “sentiu” que o presidente da Câmara vai mesmo dar prioridade à reforma administrativa: “Mesmo porque prestigiar a reforma tributária seria prestigiar o deputado Baleia Rossi, que é um dos autores dos principais textos”. Baleia, líder do MDB, foi adversário de Lira na disputa pela Presidência e autor da PEC 45 de reforma tributária que tramita na Câmara.

O deputado Tiago Mitraud (Novo-MG), presidente da Frente da Reforma Administrativa, avalia que a complexidade com essa reforma é que o grande público tem muito desconhecimento do funcionamento da administração pública.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.