Investidor olha Guedes; Ibovespa aproveita para realizar, caindo a 104 mil pontos

O Ibovespa registrou há instantes uma sequência de mínimas, coincidindo com as palavras do ministro da Economia, Paulo Guedes. Dentre as afirmações, disse que se houver uma segunda onda de covid-19 no Brasil, o governo vai decretar estado de calamidade e recriar o auxílio emergencial. “Prorrogação do auxílio emergencial se houver segunda onda não é possibilidade, é certeza”, disse.

Às 11h24, o Ibovespa cedia 0,62%, na mínima, aos 104.161,94 pontos.

Para o estrategista-chefe do Grupo Laatus, o movimento na B3 decorre mais de uma realização de lucros, após os ganhos recentes. “A semana passada foi bem e globalmente também está realizando”, diz. “Passada a eleição a americana, o interno começa a chamar a atenção. Essa fala Guedes se soma a outros fatores, se junta a esse cenário de realização e de preocupação com questões internas”, afirma.

Em meio a renovadas preocupações com uma segunda onda de covid-19 na Europa e nos Estados Unidos, os mercados internacionais adotam prudência nesta quinta-feira, dia de divulgações de dados e de falas de autoridades que podem atingir os negócios.

Apesar da sequência de notícias positivas sobre o desenvolvimento de possíveis vacinas contra o coronavírus, é crescente a preocupação com uma segunda fase na pandemia. Os EUA, por exemplo, registraram recorde de casos e São Francisco e Nova York anunciaram restrições. Isso, conforme Sandra Peres, da Trademap.

“Internamente, temos os ruídos políticos, com algumas falas do presidente Jair Bolsonaro ditas essa semana prejudicando o andamento da economia como um todo, principalmente no que envolve o fiscal, deixando para que outros membros do governo resolvam essas questões. Porém, mesmo que o ministro Guedes Paulo, da Economia afirme que as privatizações virão, somente isso não resolverá, é preciso agir, há certa morosidade”, avalia. No entanto, observa que as palavras de Bolsonaro ditas esta manhã sobre comércio exterior podem ser bem avalias.

O investidor segue desconfiado em relação ao descontrole fiscal do País no momento em que não há perspectiva de avançar na agenda reformas, pelo menos por enquanto, por conta das eleições municipais. Apesar da indicação do governo de que não deve renovar o auxílio emergencial, pretende criar um programa de microcrédito para os trabalhadores informais. O valor pode chegar a R$ 25 bilhões. Em paralelo, a equipe econômica segue nos estudos para viabilizar um programa para substituir o Bolsa Família.

Porém, Sandra pondera que a retomada da economia brasileira, como apontam alguns balanços e indicadores, podem dar algum alívio. “Há certa retomada do varejo, dos serviços, algumas companhias mostrando números melhores. E vemos o estrangeiro voltando”, afirma.

Investidores estrangeiros ingressaram com R$ 4,502 bilhões na B3 no pregão de segunda (9). No ano, os estrangeiros retiram R$ 77,127 bilhões do mercado brasileiro, naquela que ainda é a maior retirada da história do mercado à vista.

“Vamos ver que o que gringo vai fazer. Estão entrando dinheiro. Está barato Ibovespa em dólar, mas temos grandes problemas. Contas crescentes do governo, cenário político horrível e o presidente que continua fazendo comentários inapropriados”, descreve Luiz Roberto Monteiro, operador da mesa institucional da Renascença DTVM.

Dentre os resultados, destaque para ViaVarejo, que reverteu prejuízo e obteve lucro líquido de R$ 590 milhões no terceiro trimestre, com Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de R$ 1,120 bilhão, ante resultado negativo de R$ 97 milhões. As ações cedia, após ganhos recentes. Já a Marfrig Global Foods registrou lucro líquido de R$ 674 milhões no período, alta de 571% em um ano. O da JBS disparou 778% no terceiro trimestre, para R$ 3,132 bilhões, com os papéis subindo 3,42%.

Em contrapartida, o lucro líquido da Eletrobras caiu 87% em um ano, para R$ R$ 96 milhões. A estatal deve ficar ainda mais no centro das atenções em meio ao apagão que atinge o Amapá, que provocou reação no Congresso contra a privatização da companhia e de outras empresas do segmento elétrico. Os papéis cediam 1,96% (PNB) e recuavam 3,70% (ON).

Hoje, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou o volume de serviços prestados no País. Houve alta de 1,8% em setembro, ante agosto, e queda de 7,2% na comparação interanual. O resultado mensal ficou aquém da mediana de 1,60%, enquanto o número de setembro ante igual mês de 2019 veio menos negativo do que a mediana de baixa de 7,90% das estimativas na pesquisa do Projeções Broadcast.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *