Lira: estamos absolutamente sintonizados com governo federal e pauta de reformas

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), disse que a “sequência” de projetos a ser apreciada no Congresso Nacional será, na Câmara, a reforma administrativa e, no Senado, as Propostas de Emenda Constitucional (PECs) do Pacto Federativo, dos fundos e emergencial.

Lira se reuniu nesta quinta-feira, 4, com o ministro da Economia, Paulo Guedes, que deve receber ainda hoje o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). A reunião com Pacheco estava marcada para as 18h, mas atrasou porque a sessão do Senado se alongou.

“Estamos absolutamente sintonizados com o governo federal e a pauta de reformas, a solidificação da nossa economia, com previsibilidade e harmonia”, disse Lira, ao lado do ministro Paulo Guedes, que, diferentemente do congressista, não usava máscara. Lira disse ainda que o projeto de autonomia do Banco Central, já aprovado no Senado, estará na pauta da Câmara na próxima semana.

Guedes parabenizou Lira pela vitória e disse que isso o deixa “esperançoso e confiante” na retomada da agenda de reformas. “Estamos retomando a agenda de reformas em perfeita harmonia. Estamos 100% à disposição do Congresso Nacional para trabalharmos juntos”, afirmou.

O ministro não respondeu aos questionamentos dos jornalistas sobre a prorrogação do auxílio emergencial e disse que está “observando” a situação. “Se a pandemia nos ameaçar, sabemos como reagir. Estamos observando.”

Guedes falou em adotar medidas que não tenham efeito fiscal, como a antecipação do 13º pago a aposentados, o que já foi feito anteriormente. “Na saúde, (precisamos de) vacinação em massa e proteção aos mais vulneráveis.”