Mourão concorda com Guedes sobre frustração sobre falta de avanço em privatização

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, destacou nesta quarta-feira, 11, que o governo está no fim do seu segundo ano e ainda não conseguiu avançar na agenda de privatizações, proposta na campanha eleitoral. Ele afirmou concordar com o ministro Paulo Guedes, da Economia, que na terça se disse “frustrado” por ainda não conseguir privatizar nenhuma empresa estatal.

“Concordo com ele (Guedes). Privatização era um dos nossos carros-chefes e estamos chegando ao final do segundo ano de governo e não conseguimos avançar nessa agenda”, disse Mourão.

Na terça, em evento promovido pela Controladoria Geral da União (CGU), Guedes se disse frustrado por não avançar nas propostas de privatização e defendeu desinvestimentos para reduzir o endividamento público.

“É uma frustração, (mas) a gente ainda tem dois anos para avançar alguma coisa nisso”, reforçou Mourão na chegada da vice-presidência nesta quarta-feira.

Ele ressaltou que a agenda de privatizações esbarra em uma “oposição muito forte”, mas que precisa ser enfrentada. “Toda vez que você mexe com pessoas que ou tem acesso fácil ao dinheiro do Estado ou ganham dinheiro do Estado você vai encontrar uma oposição muito forte. Então, existe essa oposição e a gente tem que saber vencer”, disse.

Mourão comentou ainda que o governo precisa de “clareza” para defender seus interesses, além de “determinação” e “paciência”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *