País tem recorde histórico de 414.556 vagas formais de trabalho em novembro

O mercado de trabalho formal brasileiro registrou em novembro a abertura de 414.556 vagas. Segundo o Ministério da Economia, esse é o melhor resultado para todos os meses desde o início da série histórica do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), cujos dados do mês passado foram divulgados nesta quarta-feira. Foi o quinto mês consecutivo de saldo positivo.

Com o resultado, o saldo líquido do acumulado em 2020 se inverte e fica positivo, com 227.025 vagas. O resultado de novembro decorreu de 1.532.189 admissões e de 1.117.633 demissões. No acumulado do ano, foram 13.840.653 vagas abertas, e 13.613.628 desligamentos.

A abertura líquida de 414.556 vagas de trabalho com carteira assinada em novembro foi impulsionada pelos desempenhos dos setores de serviços, comércio e indústria.

De acordo com os dados do Caged, houve um saldo positivo de 179.261 contratações no setor de serviços em novembro, que liderou entre os segmentos no resultado líquido. No comércio, o saldo foi de 179.077.

Já na Indústria, foram 51.457 vagas no resultado final do mês passado. Em seguida vem Construção, com abertura líquida de 20.724 vagas. Já o setor de Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura registrou o fechamento de 15.353 vagas.

O salário médio de admissão nos empregos com carteira assinada teve alta real em novembro ante o mesmo mês de 2019, de R$ 1.675,53 para R$ 1.684,35, segundo dados do Caged.