Qualicorp tem lucro líquido de R$ 130,9 milhões no 3º trimestre (+18,1% em 1 ano)

A Qualicorp Consultoria e corretora de Seguros anunciou lucro líquido de R$ 130,9 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 18,1% em relação ao mesmo período do ano passado, quando obteve R$ 110,8 milhões. No acumulado dos nove meses do ano, o lucro líquido totalizou R$ 326,2 milhões, avanço de 4,5% em um ano.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da companhia, por sua vez, cresceu 5,4% nos meses de julho a setembro, para R$ 272,9 milhões na comparação anual. Em nove meses, o Ebtida ajustado é de R$ 748,6 milhões, expansão de 1,8% na mesma base de comparação.

Já a receita líquida da empresa totalizou R$ 524,6 milhões no terceiro trimestre, incremento de 1,3% ante igual época de 2019, quando registrou R$ 517,7 milhões. “Mantendo o novo foco principal da Administração em acelerar o crescimento da carteira de clientes, demos continuidade ao trabalho de realocação de recursos dentro da companhia. Desse modo, privilegiamos ao longo do trimestre e do ano gastos que viessem a nos apoiar nas frentes de crescimento, inovação, tecnologia e retenção dos clientes, ao mesmo tempo que buscamos financiar esses novos esforços através de rígido corte de custos e despesas nas demais frentes, incluindo uma profunda revisão no modelo de remuneração da administração”, disse a empresa em seu balanço trimestral.

A empresa ressalta que os resultados do terceiro trimestre contam com a suspensão do reajuste anual de preços, conforme definido pela Agência Nacional de Saúde (ANS). “Os valores referentes ao reajuste foram contabilizados por competência em nossa receita, mas a sua cobrança se dará apenas a partir de 2021. Com isso, tivemos impactos na variação da carteira de vidas (adições e churn), na receita, no PDD e no capital de giro (Contas a Receber de Clientes e Prêmios a Repassar).

Segmentos

No segmento Adesão Médico-Hospitalar, principal fonte de receita da companhia, houve crescimento nas receitas recorrentes (taxa de administração e corretagem) de 7,5% na comparação trimestral e de 3,2% na comparação com o terceiro trimestre de 2019, para R$ 533,5 milhões.

“Este crescimento reflete o reajuste anual de preços, que para o segmento é concentrado no terceiro trimestre, redução natural e esperada do ticket médio em função da introdução de novos produtos e operadores focados em segmentos de baixo custo e ligeira queda na carteira de vidas (baixa de 0,2% na comparação anual e queda de 1,4% ante o segundo trimestre), em um trimestre sazonalmente negativo para adições líquidas”, apontou a empresa.

A receita de PME (ex-Estipulação) apresentou crescimento de 15,7% no terceiro trimestre ante mesmo período do ano passado, “mas sua contribuição ainda é muito pequena em relação ao total da Qualicorp e do potencial do segmento”. Já o crescimento de 143% da receita de Massificados, para R$ 2,8 milhões, reflete

principalmente o agenciamento de planos odontológicos vindos da campanha de incentivo nos planos de Adesão operados pela SulAmérica, com impacto não-recorrente de cerca de R$ 1,2 milhão.

Nos demais segmentos, a queda de receita é decorrente da perda de alguns contratos no trimestre, principalmente do contrato de estipulação de PME com a Vision Med (Golden Cross) e de contratos de TPA e gestão de saúde (Empresarial e Gama). No segmento empresarial houve queda de 13,2% na comparação anual do terceiro trimestre, para R$ 7,7 milhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *