Saída de dólares supera entrada em US$ 23,663 bi no ano até 18 de dezembro

O fluxo cambial do ano até 18 de dezembro ficou negativo em US$ 23,663 bilhões, informou nesta quarta-feira, 23, o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era negativo em US$ 39,807 bilhões. Os dados anuais refletem, em grande parte, os efeitos da pandemia do novo coronavírus sobre o fluxo de moeda estrangeira, em especial no mês de março.

A saída pelo canal financeiro neste ano até 18 de dezembro foi de US$ 47,517 bilhões. O resultado é fruto de aportes no valor de US$ 472,934 bilhões e de envios no total de US$ 520,451 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo anual acumulado até 18 de dezembro ficou positivo em US$ 23,854 bilhões, com importações de US$ 163,481 bilhões e exportações de US$ 187,335 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 23,283 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 68,024 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 96,028 bilhões em outras entradas.

Dezembro

Depois de encerrar novembro com entradas líquidas de US$ 438 milhões, o País registrou fluxo cambial negativo de US$ 4,094 bilhões em dezembro até o dia 18.

O canal financeiro apresentou saídas líquidas de US$ 766 milhões no período. Isso é resultado de aportes no valor de US$ 42,844 bilhões e de retiradas no total de US$ 43,610 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo de dezembro até o dia 18 é negativo em US$ 3,328 bilhões, com importações de US$ 15,349 bilhões e exportações de US$ 12,021 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 799 milhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 6,313 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 4,909 bilhões em outras entradas.

Semana

O fluxo cambial registrado na semana passada (de 14 a 18 de dezembro) para o Brasil ficou negativo em US$ 4,222 bilhões.

O canal financeiro apresentou saída líquida de US$ 3,368 bilhões na semana, resultado de aportes no valor de US$ 12,161 bilhões e de envios no total de US$ 15,530 bilhões. Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo na semana passada ficou negativo em US$ 854 milhões, com importações de US$ 5,577 bilhões e exportações de US$ 4,723 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 293 milhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 2,377 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 2,052 bilhões em outras entradas.