Sete entre 8 atividades do varejo crescem em abril ante abril de 2020, diz IBGE

Sete das oito atividades que integram o varejo registraram avanços em abril de 2021 ante abril de 2020. Os dados são da Pesquisa Mensal de Comércio divulgados nesta terça-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na média global, o comércio varejista teve alta recorde de 23,8%, impulsionado pela base de comparação baixa, já que a economia sob forte impacto da crise sanitária nessa mesma época do ano passado.

Houve avanços nos setores de móveis e eletrodomésticos (71,3%); artigos farmacêuticos (34,1%); equipamentos para informática e comunicação (47,1%); outros artigos de uso pessoal e doméstico (104,4%); combustíveis e lubrificantes (19,9%); tecidos, vestuário e calçados (301,2%) e livros e papelaria (95,9%).

A única atividade com perdas foi a de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo: -1,7%.

No varejo ampliado, que inclui os segmentos de veículos e material de construção, as vendas subiram 41,0%. O segmento de veículos cresceu 132,1%, enquanto material de construção aumentou 44,4%.