Voltas às aulas exige cuidados com o uso de máscaras

A volta às aulas inclui dois novos itens na mochila dos alunos: a máscara e o álcool em gel 70%. Eles são importantes para a proteção do novo coronavírus (Covid-19), e com o retorno das aulas tornam-se indispensáveis nas escolas. O início do ano letivo inclui diversas mudanças no ambiente escolar seguindo o plano de contingência, como a medição de temperatura, o distanciamento entre as carteiras, entre outras medidas para evitar a contaminação.

Em Toledo, as aulas na rede municipal de ensino começaram na terça-feira (9), ainda de forma remota. Em março, as turmas do 5º ano retornarão as aulas no sistema presencial seguindo plano de contingência. Na rede estadual a previsão de retorno é dia 18 de fevereiro com reforço e presencialmente no dia 1º de março. Já nas instituições particulares, a maioria das escolas já iniciaram o ano letivo de 2021.

Apesar do começo da vacinação contra a Covid-19, autoridades em Saúde reforçam que os cuidados com a proteção continuam, principalmente no ambiente escolar. A máscara é item obrigatório e deve ser utilizado pelos profissionais da educação, servidores e demais pessoas que forem acessar a instituição.

Ela é indicada para crianças com idade acima dos três anos. De tecido ou descartável, a máscara deve ser confortável e ao mesmo tempo segura. “A máscara deve cobrir boca e nariz, não ficar frouxa e ter duas camadas de tecido, no mínimo. O ideal seriam três camadas. Como a criança passa mais de quatro horas na escola, a troca deve ser feita a cada três horas ou quando estiver úmida”, explica a médica e secretária da Saúde Gabriela Kucharski.

NOVA ROTINA – O retorno das aulas neste momento de pandemia implica em uma série de mudanças na rotina de educadores e alunos. Em casa, Gabriela comenta que os pais precisam explicar para seus filhos todas essas alterações, sua importância e necessidade para a segurança de todos.

Entre os cuidados ela cita que os pais devem enfatizar que as crianças devem lavar frequentemente as mãos ou utilizar o álcool em gel, não compartilhar artigos de uso pessoal ou outros objetos como materiais escolares ou brinquedos e evitar abraços e beijos com os coleguinhas e professores.

No retorno para a casa, a rotina de cuidados também dever ser mantida. “Ao chegar em casa a criança deve sempre tomar banho imediatamente; o uniforme escolar deve ser trocado e lavado e as crianças devem evitar contato com pessoas do grupo de risco após a saída da escola, como por exemplo os avós. As máscaras de tecido utilizadas na escola também devem ser lavadas diariamente”, esclarece a médica.

CONSCIÊNCIA – A volta as aulas provoca uma euforia na garotada. Há quase um ano que eles estão longe da escola. O retorno é cheio de alegria, cuidados e conscientização. Uma importante tarefa de pais e educadores que devem explicar para a criança sobre os cuidados de higiene e o uso das máscaras. Atividades lúdicas e interativas podem ser utilizadas para explicar sobre o novo coronavírus, mas sem introduzir novos medo ou pânico nos pequenos.

No entanto, Gabriela pondera que as crianças têm se mostrado mais atentas a esses cuidados. “Temos observado que as crianças têm seguido de forma bastante correta as orientações referentes aos cuidados e medidas para evitar a contaminação pelo coronavírus, muitas vezes de forma até mesmo mais cuidadosa que os próprios adultos”, finaliza.

Da Redação

TOLEDO