Beto Lunitti e Ademar Dorfschimidt

O candidato a prefeito, Beto Lunitti, 56 anos, reside em Toledo há 50 anos. É pai de Gibran e Prianka, avô de Matteo e Nina, e casado com Noeli. Foi prefeito em 2012, e recebeu prêmios como: Município Amigo dos Pequenos Negócios”, “Cidades Sustentáveis” e “Prefeito Empreendedor”. Durante seu mandato, Toledo conquistou a 8ª posição no Índice Firjan de Gestão Fiscal. Ainda no Firjan, Beto recebeu o município na colocação de 147° lugar e o deixou em 7°. É candidato a prefeito de Toledo, pela Coligação “Toledo do jeito que a nossa gente quer”.

O candidato a vice-prefeito, Ademar Dorfschimidt, 47 anos, nasceu em Nova Santa Rosa. Tem três filhos, Nagylla, Khetlyn e Denyter e é casado com Suzamar. Foi vereador por três mandatos. No seu último, foi vereador mais votado. Apresentou mais de 70 projetos de leis e fez 800 indicações. O destaque maior nessa caminhada, foi a conquista da filantropia do Hospital Bom Jesus, que rende uma economia de aproximadamente R$ 10 milhões/ano.

É candidato a vice-prefeito de Toledo, ao lado de Beto Lunitti, pela coligação “Toledo do jeito que a nossa gente quer”.

 

JORNAL DO OESTE (JO): Quais são suas propostas para alavancar a infraestrutura e a logística de Toledo?

 

Vamos fazer o desenvolvimento integrado, contínuo e sustentável, criando um ambiente favorável para que Toledo seja um lugar de oportunidades. Vamos estabelecer políticas públicas estruturantes que auxiliem as forças econômicas do nosso município, apoiando fortemente o agronegócio para estimular a economia. Propomos o fortalecimento da Sociedade Garantidora de Crédito, do Escritório de Compras e Sala do Empreendedor, como ferramentas para a dinâmica de geração de emprego e renda. Garantir apoio e infraestrutura em nosso interior é fundamental, por isso vamos intensificar e ampliar o Programa das Rodovias Rurais e também apoiar e fortalecer a Agricultura Familiar com programas como a compra direta do produtor, de forma integrada com as ações de segurança alimentar, dando mais qualidade aos alimentos da merenda escolar e dos restaurantes populares, que iremos reativar plenamente. Propomos também ações para fortalecer a infraestrutura urbana e rural, viabilizando recursos em parcerias com Estado e União para execução de obras de recuperação e manutenção de ruas, avenidas, praças, tendo em vista a acessibilidade com qualidade e segurança. Vamos focar no fortalecimento da nossa vocação, que é o agronegócio, mas também no apoio decidido à indústria, ao comércio e á área de serviços, com um olhar muito presente e muito atento para as novas matrizes econômicas, para tudo o que acontece em torno do Biopark.

 

JO: Quais são os principais projetos para tornar o meio ambiente sustentável em Toledo?

 

Vamos consolidar Toledo como cidade promotora da sustentabilidade ambiental, desenvolvendo instrumentos e políticas que garantam que as questões socioambientais permeiem as ações de governo, de modo que a sustentabilidade ambiental seja incorporada às práticas sociais. Propomos programas de educação ambiental, abrangendo tanto a área urbana como rural, realizando a conexão entre distritos e cidade, visando à proteção dos corredores de biodiversidade. Além disso, temos como prioridade implantar os programas do Plano de Biodiversidade, e criar parques municipais e espaços de convivência aliados à proteção ambiental. Mas também vamos desenvolver ações que potencializem a integração entre natureza e economia sustentável, valorizando experiências já existentes e potencializar a cadeia do turismo rural, do ecoturismo – integrando roteiros ecológicos às práticas esportivas e de lazer. Outra ação importante é aperfeiçoarmos ainda mais a coleta seletiva e os programas de tratamento do lixo urbano, cuidando dos aspectos logísticos, mas ao mesmo tempo convertendo o problema em solução. Nesse sentido duas ações: a geração de energia limpa por meio do reaproveitamento de dejetos de suínos e biomassa e também do lixo urbano na produção de gás metano. 

 

JO: Quais são os planos para melhorar a segurança e o trânsito no município?

 

Primeiro é preciso compreender que não se faz segurança apenas com polícia. As ações no campo social, de atenção às pessoas e ás famílias, são uma forma eficaz de prevenção. No que é específico da segurança, vamos retomar a gestão compartilhada entre os órgãos federados e a sociedade, por meio de ações diversificadas, com a volta do Gabinete de Gestão Integrada Municipal, que tem papel de articulador de integração das instituições. Entre as ações preventivas, vamos oportunizar aos nossos jovens o acesso à educação, ao esporte, à cultura, e à formação profissional. Tudo isso com uma atenção especial às crianças e adolescentes em situação de maior vulnerabilidade social. Vamos também potencializar ações da Guarda Municipal, além de ampliar o Vídeo Monitoramento por câmeras. Na questão do trânsito, vamos intensificar as campanhas educativas e mapeamento dos pontos críticos de acidentes, ampliando a realização de blitzs educativas e de programas de educação sobre o trânsito nas escolas. Compreendemos também que é preciso rever a questão do Estacionamento Regulamentado (EstaR), dialogando constantemente com a sociedade, e implementando ações para sua modernização e melhorias. Vamos instituir novamente os 15 minutos tolerância o EstaR e acabar com a indústria da multa.

 

JO: Como pretende fazer a gestão da previdência municipal?

 

Compreendemos que a gestão sobre o Fundo de Aposentadoria e Pensões dos Servidores é um tema importante e que teremos como norte o cumprimento daquilo que está previsto na legislação. Queremos estabelecer um diálogo permanente com os servidores e o SerToledo, tendo em vista aquilo que é preconizado pelo Estatuto do Servidor, mas também sempre estar atentos aos aspectos da saúde financeira do município. Por isso compreendemos que é preciso também mapear os aspectos que impactam no fundo, assim como a realização de um estudo de impacto financeiro em relação ao crescimento do aporte e da receita do Fapes, para que não se comprometa a aposentadoria dos servidores. Vamos manter o Toleprev e fazer a gestão do Fapes de forma muito séria e transparente.

 

JO: Quais são as suas prioridades na área da saúde em Toledo?

 

A melhoria nos serviços públicos de saúde passa obrigatoriamente pela humanização do atendimento. Estamos focados na qualificação e melhora dos modelos de atenção à saúde básica, pois compreendemos que cabe ao município garantir qualidade nos atendimentos na saúde primária – ações essas, fundamentalmente, executadas pelas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Por isso compreendemos que é preciso a reorganização integralizada dos serviços das UBSs, promovendo atendimento de qualidade na cidade e no interior. Para fortalecer ainda mais a rede de atenção primária projetamos também a criação de mais equipes de Estratégia Saúde da Família, priorizando os bairros de maior vulnerabilidade, e também a ampliação do Programa “Saúde na hora”, do Governo Federal – estendendo os horários de atendimento das USF e UBS. Sabemos também que é preciso criar novas estruturas para aumentar a cobertura assistencial, um exemplo é a implantação de uma nova UBS para a grande Vila Pioneiro, além da retomada dos atendimentos nos postos de saúde no interior ampliando os atendimentos. Já para melhorar os atendimentos nas especialidades médicas vamos fortalecer a parceria com Ciscopar, atuando politicamente junto aos prefeitos dos demais municípios que integram o Ciscopar, para ampliar o aporte de recursos e assim diminuir e trazer para níveis aceitáveis a fila de espera por consultas e pequenas cirurgias. Também vamos dar ao Mini-Hospital uma estrutura de UPA, com atendimento 24 hs para urgência e emergência e Ala Pediátrica. Com a nova UBS que construiremos lá, a população daquela grande região vai ter um atendimento de qualidade.

 

JO: Como fomentar o ensino e o esporte de qualidade no município?

 

Começamos a pensar nisso entendendo que o professor é o centro de todo esse processo. É o professor, o profissional de educação, que efetivamente faz educação. Nós estamos propondo uma parceira, sólida e permanente com os professores, oferecendo programas que apontem para uma educação transformadora, onde nossas crianças recebam, além de toda a carga pedagógica, com os conteúdos necessários do Português, da Matemática, Ciências, etc, se ofereça também informações do “mundo aqui de fora”, para que as crianças se desenvolvam conhecendo o seu município, para que tenham noção dos processos econômicos, dos aspectos rurais e urbanos, os locais de lazer, os pontos turísticos, conheçam e entendam a dinâmica daquilo que produzimos aqui e, a partir daí, ingressem no Ensino Médio com uma visão mais claro, preparados para o futuro, para a vida. Por isso os programas “Aluno Conectado”, com um tablete para cada aluno, com acesso grátis à internet; o “Professor Pesquisador”, para potencializar a capacidade de aprendizagem; o “Teia do Saberes”, que vai fazer no contraturno essa conexão da escola com o que estou chamando de “mundo aqui de fora”; e o “Escola Ativa”, trazendo a família para dentro da escola, pra gente poder aprofundar o diálogo, o respeito, a valorização da amizade e dos bons modos e dos valores familiares. Pra mim, esse é um dos grandes temas dessa eleição! A gente sente isso a partir do retorno da população às nossas propostas! Dentro do Esporte, nosso grande objetivo é o de recuperar a dinâmica da descentralização da política pública. Precisamos retomar os atendimentos em todas as modalidades, por isso vamos investir em melhorias nas estruturas físicas, mas também reorganizar as ações da SMEL, retomando programas que atendiam demandas nos mais diversos bairros, e também ofereciam atividades para crianças, idosos, jovens, mulheres e homens.

 

JO: Suas considerações finais?

 

Queremos construir uma Toledo do jeito que a nossa gente quer. Por isso nosso esforço será no sentido da convergência, de promover um ambiente de harmonia, de respeito para que possamos avançar e alcançar patamares que projetem Toledo para o futuro. Queremos construir um município humano e desenvolvido onde haja qualidade de vidas para as pessoas, para todos e todas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *