Ágatha e Duda vencem e avançam à final de etapa do vôlei de praia em Cancún

Brasil em quadra na decisão da terceira etapa do Circuito Mundial de Vôlei de Praia que acontece em Cancún, no México. Neste sábado, as brasileiras Ágatha e Duda trabalharam forte e venceram os dois jogos disputados, garantindo, assim, a vaga na final deste domingo contra Clancy e Artacho Del Solar, da Austrália.

No primeiro jogo deste sábado, a dupla representante do Brasil venceu Van Iersel e Ypma, da Holanda, por 2 sets a 1, de virada: 15/21, 21/9 e 15/11. Classificado para a semifinal, o time dirigido pelo técnico Marco Char encarou dificuldades, mas venceu mais uma, desta vez sobre as canadenses Pavan e Melissa por 2 a 1 – com parciais de 21/15, 20/22 e 16/14.

Após a partida, Duda analisou e enfatizou a importância da vitória sobre um time tão forte. “O jogo de hoje (sábado) foi muito difícil, contra um time forte e ambos os times se estudam muito. É sempre uma partida onde temos que errar o mínimo possível, sempre decidida nos detalhes e onde precisamos de cabeça boa, analisar o jogo e colocar todo o coração. Hoje foi assim”, disse Duda.

A jogadora ainda falou sobre a sequência de três semanas em Cancún para a disputa das etapas em sistema de bolha. “Nós viemos muito focadas em fazer o passo a passo porque sabíamos que três semanas seria algo muito difícil, mas vivemos cada dia, cada jogo e nosso físico funcionou muito. Nossa comissão fez uma preparação física muito boa, também tivemos uma parte mental muito forte. Fomos vivendo todos os dias aqui porque sabíamos que a intensidade de todos os torneios seria enorme. E, além disso, que os times iam querer muito todas as vitórias por estarmos tão perto da Olimpíada”, complementou.

O Brasil também teve representantes no masculino em quadra neste sábado. Alison e Álvaro Filho, no entanto, não conseguiram o resultado positivo. O time brasileiro acabou superado por Cherif e Ahmed, do Catar, por 2 sets a 0 (23/21 e 21/15). Com a derrota, a dupla foi eliminada nas quartas de final.

Os três torneios em Cancún contam pontos para a corrida mundial por vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 e distribuirão aproximadamente US$ 900 mil (o equivalente a R$ 5,1 milhões) juntos. As duplas vencedoras somarão 800 pontos no ranking mundial.