Al-Attiyah vence mais uma vez nos carros no Dakar; Peterhansel segue na frente

O príncipe catariano Nasser Al-Attiyah conseguiu nesta terça-feira mais uma vitória no Rally Dakar, que está em sua segunda edição da história na Arábia Saudita. Na terceira etapa da competição, disputa em laço nas dunas da cidade de Wadi Ad-Dawasir com trecho cronometrado de 403 km, de um total de 630 km, o piloto árabe venceu com o tempo de 3h17min39s e diminuiu a desvantagem que tem para o francês Stéphane Peterhansel, que ficou em terceiro lugar.

O sul-africano Henk Lategan, que faz em 2021 seu primeiro Rally Dakar, ponteou a especial e andou o tempo todo perto do ritmo de Al-Attiyah, terminando o dia apenas 2min27s atrás do príncipe do Catar. Peterhansel, por sua vez, teve de lidar com um pneu furado no começo da etapa e perdeu algum tempo para fazer a troca. Em seguida, contudo, se recuperou e conseguiu minimizar o prejuízo para terminar o dia a somente 4min05s do vencedor.

Quem se deu mal nesta terça-feira foi o espanhol Carlos Sainz, que chegou a liderar a especial, mas se perdeu da trilha em meio a um erro de navegação. Perdeu 31min02s e agora vai ter de se superar para voltar a se aproximar dos primeiros colocados do rali.

Na classificação geral, Peterhansel lidera com o tempo total de 10h39min02s, 5min09s de vantagem para Al-Attiyah. Com o revés de Sainz, o francês Mathieu Serradori agora está na terceira posição, com 26min21s de atraso para o líder. O prejuízo na etapa fez com que Sainz, que defende o título em 2021, fique a 33min34s da liderança.

Um ótimo resultado foi conquistado pela dupla brasileira formada por Guilherme Spinelli e Youssef Haddad, que estão de volta ao Rally Dakar. Os dois concluíram a etapa na 13.ª colocação e estão em 22.º lugar na classificação geral. Marcelo Gastaldi e Lourival Roldan fecharam a especial em 31.º e aparecem na 27.ª posição após três dias de competição.

MOTOS – Toby Price alcançou nesta terça-feira a segunda vitória. Vencedor da primeira especial, o australiano levou a melhor com o tempo de 3h33min23s, com 1min16s de vantagem para o argentino Kevin Benavides. Com 2min36s atrás do companheiro de KTM, o austríaco Matthias Walkner ficou em terceiro, seguido pelo americano Skyler Howes, que assumiu o comando da disputa geral entre as motos.

Vencedor da etapa anterior, o espanhol Joan Barreda ficou somente em 30.º lugar, com 24min49s de desvantagem para Price. Atual campeão do Rally Dakar, o americano Ricky Brabec fechou a especial na 25.ª colocação, 21min39s atrás do vencedor do dia.

Com o resultado desta terça-feira, Howes assumiu a liderança geral com o tempo total de 12h05min48s, só 28 segundos à frente do francês Xavier De Soultrait. Price avançou para terceiro, seguido por Kevin Benavides. Brabec aparece em 13.º lugar.

Nos UTVs, o Brasil foi bem nesta terça-feira com Gustavo Gugelmin, que faz parceria com o americano Austin Jones. Os dois cruzaram a linha de chegada em segundo lugar e agora ocupam a terceira colocação na classificação geral. Já Reinaldo Varela e Maykel Justo terminaram a etapa na 24.ª posição e despencaram do quinto para o nono posto na competição.

A quarta-feira reserva a quarta etapa do Rally Dakar entre as cidades de Wadi Ad-Dawasir e Riad. Serão 476 km de deslocamento e um trecho cronometrado de 337 km, totalizando 813 km.