Aliviado com vaga na Copa do Brasil, Vasco quer 1ª vitória para reagir na Série B

O Vasco está longe de mostrar um futebol vistoso, mas ainda assim chegou às oitavas de final da Copa do Brasil após empate por 1 a 1 com o Boavista. Aliviado por não ter ficado pelo caminho como outros chamados grandes, o clube carioca quer desencantar e reagir na Série B do Campeonato Brasileiro. O confronto deste sábado, às 19 horas, será contra o Brasil de Pelotas-RS no estádio Bento de Freitas, em Pelotas (RS), pela terceira rodada.

Ao empatar, por 1 a 1, com a Ponte Preta, o Vasco somou seu primeiro ponto, mas se manteve na zona de rebaixamento. Antes tinha perdido, em São Januário, para o Operário por 2 a 0. A largada atual é a mesma de 2014, mas nos critérios de 2021, o Vasco registra o pior início de Série B em quatro participações. O Brasil, por sua vez, também tem um ponto, mas vem de derrota para o Remo por 1 a 0.

No Vasco, o técnico Marcelo Cabo não poderá contar com o lateral Zeca, que sentiu um desconforto muscular e foi poupado. O zagueiro Leandro Castán também será desfalque. O jogador está em transição depois de sofrer lesão na coxa. O atacante Daniel Amorim, porém, volta ao time após não atuar contra o Boavista por já ter jogado a Copa do Brasil pelo Tombense. Ele pegará a vaga de Tiago Reis. Já o jovem MT, de 21 anos, foi relacionado após quase três meses fora por causa de um edema na vértebra.

“Evoluímos no aspecto defensivo. É o quarto jogo sem levar gol de bola parada, algo que nos batiam muito. O Vasco tem que fazer o placar e não levar gols. Agora temos que nos organizar, planejar essa vitória para Pelotas, que é uma viagem de muitas dificuldades”, ponderou Marcelo Cabo.

No Brasil, os comandados de Cláudio Tencati buscarão o primeiro gol na Série B. Ainda assim, ele deve deixar apenas Júnior Viçosa no comando do ataque. Jarro segue fora por conta de uma pancada. Ele já tinha sido desfalque na rodada passada. No meio-campo, Gabriel Terra deverá ficar no lugar de Paulo Victor, que está com covid-19.

“É importante começar focado naquilo que deve acontecer. As oscilações são normais. Detalhes da parte tática exigem correção. Individualmente também haverá cobranças”, disse Tencati.