Aos 33 anos, Andy Murray recebe convite para jogar o Aberto da Austrália

O escocês Andy Murray, ex-número 1 do mundo, recebeu neste domingo um convite para disputar o Aberto da Austrália, a partir de 8 de fevereiro. A iniciativa partiu de Craig Tiley, diretor do torneio. A competição foi adiada por três semanas por causa da pandemia do novo coronavírus.

“Damos as boas-vindas a Andy. Melbourne o espera de braços abertos”, disse o dirigente. “Sua aposentadoria foi um momento emocionante e vê-lo retornar, tendo passado por uma grande cirurgia e recuperado, será um dos destaques do torneio em 2021.”

Há dois anos, Murray se despediu do Grand Slam australiano, após a derrota na primeira rodada para o espanhol Roberto Bautista Agut por estar enfrentando uma grave lesão de quadril. Cinco vezes finalista do tradicional torneio, o britânico foi submetido a uma cirurgia em janeiro de 2019 e conseguiu ser campeão em Antuérpia nove meses depois.

Em 2020, permaneceu lutando contra a lesão no quadril e caiu na segunda rodada do US Open e no jogo de estreia em Roland Garros. Ano que vem, aos 33 anos, Murray vai iniciar a temporada no ATP 250 Delray Beach Open.