Argentino Marcelo Mendez deixa o Sada Cruzeiro após 12 anos e 39 taças

Chegou ao fim nesta sexta-feira uma das parcerias de maior sucesso no voleibol brasileiro. Após 12 anos dirigindo o Sada Cruzeiro, o técnico argentino Marcelo Mendez não chegou a um consenso para a renovação do contrato e deixou o clube mineiro após 39 conquistas.

A queda precoce na Superliga, com surpreendente virada sofrida nas quartas de final diante do Itapetininga, marcou a despedida do treinador, que buscava sua sétima coroa na competição, depois de ser líder na primeira fase.

Em comum acordo, clube e treinador optaram pela não renovação do contrato após 55 competições disputadas, 48 finais alcançadas e 39 taças erguidas. O clube agradeceu e deixou transparecer que a parceria andava “estremecida”.

“Depois de tantas conquistas e tantos anos de uma relação extremamente vitoriosa, é chegado o momento de dissolver esta parceria. Todo duradouro relacionamento tem seu desgaste natural com o passar do tempo, e ciclos, mesmo os mais maravilhosos, também se encerram”, postou o Cruzeiro.

O argentino fez o Cruzeiro ser apontado como o melhor time do mundo três vezes. Além de ser eleito o melhor das Américas em sete oportunidades. Fora as seis temporadas perfeitas na Superliga.

“O nome do Marcelo Mendez está cravado eternamente na história do Sada Cruzeiro. Ele contribuiu grandemente por todo o sucesso da equipe, com sua dedicação e profissionalismo. E a torcida do Sada Cruzeiro jamais esquecerá o que o time e o técnico construíram juntos, ao longo dos últimos anos.”