Arthur, Dybala e McKennie são reintegrados e reforçam Juventus contra o Napoli

O técnico Andrea Pirlo conta com seu trio de “indisciplinados” para o próximo e decisivo jogo da Juventus, no Campeonato Italiano, diante do Napoli, nesta quarta-feira, em Turim. Depois de serem afastados do jogo contra o Torino por descumprimento da regra de isolamento ao se reunirem em festa na casa de McKennie, o americano, mais Arthur e Dybala treinaram normalmente com o grupo neste domingo de Páscoa.

O trio ainda levou multa da polícia italiana, pois as medidas de combate à covid-19 na Itália não permitem reuniões como a realizada por McKennie. Eles justificaram que não se tratava de festa e sim de jantar. Mesmo assim, acabaram condenados por todos.

O afastamento diante do Torino foi imposto por Pirlo, que pediu respeito do trio às regras do clube. “Se você entrar em qualquer casa hoje, encontrará realmente mais de sete ou oito pessoas. Foi uma coisa chocante ver jogadores da Juventus jantando juntos. Eu não teria feito”, afirmou Luciano Moggi, polêmico ex-dirigente do clube, também contra a atitude dos jogadores.

Depois de assumirem o erro e definirem o encontro como “um jantar”, os estrangeiros da Juventus reforçam o time em “decisão” do Campeonato Italiano, marcada para Turim. Ganhar do Napoli será vital por briga à próxima edição da Liga dos Campeões da Europa.

Os quatro melhores do Campeonato Italiano se garantem na competição europeia. Hoje, a Juventus seria a dona da última vaga. Ocorre que o Napoli, em quinto, soma os mesmos 56 pontos. Correndo por fora vem a Lazio, com 52.

Com o trio de volta, Pirlo espera se recuperar do empate buscado no fim diante do Torino por 2 a 2. A Juventus já vinha de derrota em casa para o Benevento, por 1 a 0, e necessita retomar o caminho das vitórias para não fracassar na temporada.