Athletico-PR marca no fim, bate Atlético-GO e ainda briga por Libertadores

O Athletico-PR não fez uma boa partida neste domingo na Arena da Baixada, mas o gol marcado pelo zagueiro Thiago Heleno já nos acréscimos deu a vitória sobre o Atlético-GO, por 2 a 1, e manteve vivo o sonho da classificação para a próxima edição da Copa Libertadores.

A partida válida pela 36ª rodada do Brasileirão foi um confronto direto. O Athletico-PR chegou aos 50 pontos, passou o Santos no número de vitórias (14 a 13) e pulou para o oitavo lugar – o time paulista tem um jogo a menos. Já o Atlético-GO estacionou nos 46 pontos e, na 13ª colocação, vai ter que se contentar com uma vaga na Copa Sul-Americana.

Só a vitória interessava aos dois times para a manutenção do sonho de disputar a Libertadores. Até por isso que a partida começou movimentada. O Athletico-PR tinha mais posse de bola, mas o Atlético-GO chegava com mais perigo.

Aos 14 minutos, após escanteio cobrado, Chico ficou com a sobra e finalizou rente a trave de Santos. Na sequência, o goleiro trabalhou em finalização de Wellington Rato. A resposta do Athletico-PR veio em chute de Carlos Eduardo.

Nos minutos finais, o time paranaense esboçou uma pressão no Athletico-PR e assustou em cabeçada de Pedro Henrique por cima do travessão. Aos 49, o Atletico-GO teve uma falta perigosa, mas o goleiro Jean mandou para fora.

O visitante voltou do intervalo em cima do rival. Logo aos 40 segundos, Wellington Rato soltou a bomba de fora da área e Santos espalmou. Na cobrança de escanteio, Dudu cruzou e Janderson cabeceou pela linha de fundo.

Na melhor oportunidade até então, Chico, de frente para o gol, mandou para fora. E o castigo pelas chances desperdiçadas veio aos 17 minutos. Abner Vinícius recebeu lançamento de Thiago Heleno e ajeitou para Vitinho, que finalizou de fora da área no canto de Jean.

A alegria, porém, durou apenas oito minutos. Janderson cruzou e Roberson, que havia acabado de entrar, cabeceou para o gol. A bola ainda bateu no travessão e no goleiro Santos antes de entrar nas redes.

O time paranaense sentiu o gol de empate e quase sofreu a virada aos 40 minutos. Wellington Rato cobrou falta para dentro da área e Marlon Freitas chegou um pouco atrasado. Em lance parecido, o time paranaense assustou com Carlos Eduardo.

Quando parecia que o jogo terminaria empatado, o Athletico-PR marcou o gol da vitória aos 46 minutos. Nikão cruzou e o zagueiro Thiago Heleno cabeceou com força, sem chances para Jean.

Pela penúltima rodada, o Athletico-PR encara o Grêmio, no próximo domingo, às 18h15, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, e o Atlético-GO tem pela frente o Palmeiras, às 18 horas da segunda-feira, no Allianz Parque, em São Paulo.

FICHA TÉCNICA:

ATHLETICO-PR 2 x 1 ATLÉTICO-GO

ATHLETICO-PR – Santos; Jonathan (Khellven), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner Vinícius; Richard, Léo Cittadini, Carlos Eduardo (Zé Ivaldo), Vitinho (Walter) e Nikão; Renato Kayzer (Jadson). Técnico: Paulo Autuori.

ATLÉTICO-GO – Jean; Dudu, Oliveira, Éder e Natanael (Arnaldo); Willian Maranhão (Baralhas), Marlon Freitas, Janderson (Vitor), Chico (Roberson) e Wellington Rato; Zé Roberto (Danilo Gomes). Técnico: Marcelo Cabo.

GOLS – Vitinho, aos 17, Roberson, aos 25, e Thiago Heleno, aos 46 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Abner Vinícius, Jonathan e Richard (Athletico-PR); Chico (Atlético-GO).

ÁRBITRO – Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ).

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

LOCAL – Arena da Baixada, em Curitiba (PR).