Atual campeã, Argélia se despede da Copa Africana das Nações na primeira fase

A seleção da Argélia se uniu a Gana como as grandes decepções da atual edição da Copa Africana das Nações. Com mais uma derrota, agora para a Costa do Marfim, por 3 a 1, no estádio Japoma, em Douala, a atual campeã deu adeus na primeira fase, somando somente um ponto em três rodadas.

Curiosamente, a Argélia repetiu o fiasco de quando defendeu seu primeiro título, vencido em 1990. Dois anos mais tarde daquela conquista, a seleção também não foi além da fase de grupos. Após empate sem gols com Serra Leoa e derrota surpreendente diante de Guiné Equatorial, os argelinos necessitavam de um triunfo contra os marfinenses, nesta quinta-feira, para ao menos se garantir como um dos terceiros colocados.

Porém, em nenhum momento dentro da partida, a Argélia conseguiu se impor. Precisando se expor atrás de gols, deu espaços e acabou sendo vazada em dose dupla já no primeiro tempo, com Kessie e Sangare. O que já era difícil se complicou ainda mais com Nicolas Pepe ampliando no início da etapa final.

Mahrez teve a chance de diminuir em pênalti, aos 15 minutos. Porém, desperdiçou a cobrança. O gol de Bendebka no fim acabou sendo o de honra em campanha decepcionante de uma das grandes favoritas.

Para se ter noção do tamanho do vexame da Argélia, basta lembrar que a seleção chegou à Copa Africana das Nações com 30 jogos de invencibilidade, sendo apontada como a melhor do continente, e acabou na lanterna, com só um ponto e perdendo duas vezes.

A Costa do Marfim avançou em primeiro no Grupo E, com Guiné Equatorial em segundo após novo triunfo, desta vez sobre a também eliminada Serra Leoa, por 1 a 0. A definição desta chave garantiu vaga nas oitavas para a estreante Comores, que derrubou Gana.

Por fim, a decisão do Grupo F, que garantiu três representantes na fase mata-mata. Com 2 a 0 sobre a Mauritânia, Mali fechou na liderança, com sete pontos. Na briga pela segunda posição, Gâmbia levou a melhor ao superar a Tunísia, por 1 a 0, com gol nos acréscimos. Apesar da segunda derrota, os tunisianos se garantiram como um dos melhores terceiros.

Com a definição dos 16 classificados, as oitavas de final ficaram assim:

Burkina Faso x Gabão

Nigéria x Tunísia

Senegal x Cabo Verde

Mali x Guiné Equatorial

Guiné x Gâmbia

Camarões x Comores

Costa do Marfim x Egito

Marrocos x Malawi