Botafogo enfrenta o CRB em Maceió de olho no G-4 da Série B

O Botafogo continua sua maratona de jogos na Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta terça-feira, a partir das 21h30, vai enfrentar o CRB pela décima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Os times estão há dois jogos sem perder e duelam no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), com o objetivo de se manterem na briga pelo G-4, a zona de acesso à primeira divisão.

Depois de vencer o Vitória por 1 a 0, o Botafogo empatou por 1 a 1 com o Avaí, sábado em Florianópolis (SC), mas o resultado teve sabor de vitória, porque o gol foi marcado no fim do duelo. O time carioca está um pouco mais distante do G-4, com 12 pontos, em nono lugar. O CRB vem de vitória importante no clássico com o CSA, por 1 a 0, e chegou a 14 pontos, na quinta colocação. O Goiás, que fecha o G-4, tem só dois pontos a mais (16).

O técnico Marcelo Chamusca reclamou sobre o calendário apertado e afirmou que, sem tempo para treinar, precisa corrigir os problemas na base de conversa. “Nesse momento, a única coisa que eu posso fazer é trabalhar com os atletas a questão de análise das imagens dos jogos e dar algumas orientações porque a gente não tem tempo de treinar”, justificou.

Chamusca terá um reforço para o duelo. Chay se juntou à delegação após cumprir suspensão na última partida. É provável que o jogador de 30 anos reassuma a titularidade no lugar do volante Barreto, atuando como terceiro homem de meio-campo. Marco Antônio, que marcou o gol na última partida, também pode ganhar uma chance para voltar.

Por outro lado, o lateral-esquerdo Guilherme Santos é desfalque certo, porque levou o terceiro cartão amarelo. Rafael Carioca, que entrou na última partida, deve substituí-lo. O atacante Ronald sentiu dores musculares, mas não preocupa.

Além dos três pontos conquistados no clássico, o CRB não teve sua defesa vazada, algo comemorado, já que o time é o segundo pior neste quesito, com 14 gols sofridos, dois a menos do que o Cruzeiro.

Para o confronto, o técnico Allan Aal precisará fazer ao menos uma mudança no setor ofensivo. Ewandro levou o terceiro cartão amarelo e está fora. A tendência é que o lateral-direito Reginaldo seja adiantado para fazer a função de ponta e, com isso, Celsinho entraria no time. Entretanto, Nicolas Careca também é opção para o ataque.