Brasil-RS vence duelo gaúcho e deixa Juventude fora da zona de acesso da Série B

O Juventude sofreu a sua segunda derrota seguida e se complicou na briga pelo acesso na Série B do Campeonato Brasileiro. Jogando fora de casa, no estádio Bento de Freitas, em Pelotas, o time alviverde perdeu para o Brasil de Pelotas, em um duelo gaúcho, pelo placar de 2 a 1, de virada. Capixaba fez para o visitante, enquanto Matheus Oliveira e Diego Ivo deram a vitória aos mandantes.

Com o resultado, o Juventude segue estacionado na quinta posição, perdendo a chance de entrar no G4, isso porque o CSA – adversário direto na briga pela vaga – também foi derrotado nesta terça-feira pelo Paraná, por 2 a 0. As duas equipes somam 52 pontos, mas o time gaúcho fica em desvantagem no numero de vitórias: 14 a 15. Já o Brasil de Pelotas aparece na décima posição, agora com 47 pontos e praticamente livre da ameaça de queda que incomodou o time por tantas rodadas.

A partida começou bastante movimentada, com os times procurando espaço para chegar com perigo ao gol adversário e abrir o placar. Isso, porém, só foi acontecer aos 25 minutos, quando Capixaba deixou o Juventude em vantagem. Rafael Grampola ganhou na dividida com a defesa, invadiu a área e deu um toque açucarado para o atacante, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

A resposta dos donos da casa veio no lance seguinte. Depois de um cruzamento na área, Bruno José finalizou de voleio, mas quando o zagueiro foi tentar bloquear, a bola acabou batendo no braço esquerdo. Ligado no lance, o árbitro marcou pênalti. Matheus Oliveira foi para a cobrança e não desperdiçou. Ainda no primeiro tempo, o Brasil-RS chegou à virada. Aos 35 minutos, Diego Ivo aproveitou o bate-rebate na área e fez de cabeça, fechando o primeiro tempo em 2 a 1.

Na volta do intervalo, o Juventude retornou pressionando e logo no primeiro lance quase deixou tudo igual no placar. Rogério invadiu a área e chutou com perigo, mas a bola bateu no travessão e não entrou. O próprio atacante teve mais uma chance na jogada seguinte, em uma finalização parecida, mas dessa vez parou na defesa do goleiro Rafael Martins.

A partir daí, o Brasil-RS foi conseguindo equilibrar a partida e criou duas boas oportunidades em contra-ataques. Aos 14 minutos, Sousa disparou do meio-campo, invadiu a pequena área e tentou de cavadinha, mas mais uma vez a bola bateu no travessão. Matheus Oliveira tentou no rebote, mas mandou para fora.

Aos 17 minutos foi a vez de Bruno José, que arriscou de fora da área, mas mandou por cima do gol. Nos minutos finais, a partida seguiu movimentada, mas o duelo terminou com a vitória dos donos da casa, que se fecharam e não desperdiçaram a chance de vencer em casa.

Os dois times voltam a campo no próximo final de semana para a disputa da 35.ª rodada da Série B. Na sexta-feira, o Brasil-RS visita o Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, às 17h30. No sábado, o Juventude recebe o Cruzeiro no estádio Alfredo Jaconi, às 19h.

FICHA TÉCNICA

BRASIL-RS 2 X 1 JUVENTUDE

BRASIL-RS – Rafael Martins; Felipe Albuquerque, Diego Ivo, Héverton e Bruno Santos; Sousa, Pablo (Luiz Felipe), Matheus Oliveira (Leandro Camilo) e Matheusinho (Wellisson); Bruno José (Gustavo Cazonatti) e Luiz Henrique (Rodrigo Ferreira). Técnico: Cláudio Tencati.

JUVENTUDE – Marcelo Carné; Igor, Wellington, Emerson Silva (Gabriel Bispo) e Hélder; João Paulo, Gustavo Bochecha (Everton) e Renato Cajá (Neto); Rogério (Bambam), Rafael Grampola e Capixaba (Matheuzinho). Técnico: Pintado.

GOLS – Capixaba, aos 25, Matheus Oliveira, aos 29, e Diego Ivo, aos 35 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Ricardo Marques Ribeiro (MG).

CARTÕES AMARELOS – Matheusinho, Matheus Oliveira e Héverton (Brasil-RS). João Paulo, Rafael Grampola e Wellington (Juventude).

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

LOCAL – Estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS).