Campeonato de pesca reúne cerca de 60 participantes no Lago de Itaipu

0 91

Foi realizado no Lago de Itaipu, o Fishing Champions, campeonato de pesca sustentável onde os peixes são devolvidos à natureza. Organizado pelo Iate Clube Lago de Itaipu (ICLI), a disputa ocorreu durante o Foz Internacional Boat Show, primeira feira náutica em água doce do Brasil, realizada até domingo (26), em Foz do Iguaçu. Entre as 20 equipes que participaram da competição, a Designer Pesca conquistou o primeiro lugar, seguida da Django/Well Car Fishing e em terceiro ficou a Jaco-Fishing Team.

“A Fishing Champion foi um sucesso e marcou o início de uma competição que será tradição em nossa cidade. Essa é uma edição especial que prestigia a elite dos pescadores esportivos de Foz do Iguaçu e região e define os melhores do principal ranking de pesca esportiva. Em meio à amizade e à paixão pela pesca, expressamos nossa gratidão a todos os envolvidos”, afirmou o diretor de Esportes do ICLI, Ezequiel de Oliveira. Ao longo do ano, mais de 60 equipes participaram do torneio que envolveu cerca de 180 pescadores, sendo que as 20 melhores foram selecionadas para participarem da grande final.

“Campeonatos como esse são essenciais para fomentar o turismo náutico nas águas, como do Lago de Itaipu, e contribuem para o desenvolvimento econômico da região porque movimentam toda uma cadeia produtiva. Com a realização deste primeiro boat show em água doce queremos promover um novo olhar para esse setor que tem grande potencial de desenvolvimento”, afirma a diretora geral da Boat Show Eventos, Thalita Vicentini.

Para se ter uma ideia do quanto o setor movimenta a economia, durante o Congresso Internacional Náutica, que ocorreu na sexta-feira (24), também em Foz do Iguaçu, o coordenador Técnico da Superintendência da Pesca da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável (Sedest) do Paraná, Roald Andretta, divulgou dados do projeto “Rio Vivo” que promoveu 11 eventos voltados especificamente ao turismo da pesca esportiva nos últimos 12 meses e que com isso gerou receita superior a R$ 6,4 milhões aos municípios envolvidos. No total, foram 1.158 barcos que participaram dos campeonatos e quase 3,5 mil participantes. Ele também destacou que o Paraná é o único estado do país com três estaleiros focados na pesca esportiva.

FOZ DO IGUAÇU

Deixe um comentário