Campeonato Inglês confirma que fará testes com substituições extras por concussão

A Premier League, entidade que organiza o Campeonato Inglês, confirmou nesta quarta-feira que permitirá a substituição de jogadores em casos de concussão, causados por choques fortes na cabeça. No último mês, a International Board (IFAB, na sigla em inglês), órgão responsável pelas regras oficiais do futebol, permitiu os testes com as mudanças extras.

As equipes do Campeonato Inglês poderão fazer até duas substituições do tipo por partida em caso de concussões serem detectadas. Essas trocas serão adicionais, ou seja, não contarão entre as três que já eram permitidas anteriormente.

“O teste será confirmado quando a implementação dos processos de relatório, incluindo informações médicas privadas, for resolvida com a IFAB e a Fifa” informou a Premier League, em nota oficial.

Recentemente, um caso deste tipo chamou a atenção no Campeonato Inglês: após choque de cabeça com o zagueiro David Luiz, do Arsenal, o atacante Raúl Jiménez, do Wolverhampton, precisou ser hospitalizado e passar por uma cirurgia, em 29 de novembro. Ele ainda está em recuperação e não voltou a jogar após o problema.

A Fifa já havia anunciado que o mesmo teste com as substituições extras será realizado no Mundial de Clubes deste início de 2021, que será disputado em fevereiro e terá a participação de Palmeiras ou Santos.