Caso de covid em hotel de tenistas cancela rodadas e ameaça Aberto da Austrália

Um caso de covid-19 em um hotel onde estão hospedados tenistas, suas equipes e oficiais dos torneios cancelou a rodada dos torneios preparatórios para o Aberto da Austrália, que estão sendo disputados nesta semana, e aumentou a preocupação da organização do primeiro Grand Slam do ano, que agora corre até risco de ser adiado ou cancelado.

Um funcionário do Grand Hyatt Hotel, em Melbourne, testou positivo para o novo coronavírus nesta quarta-feira. Na sexta-feira, ele realizou seu último turno de trabalho no local onde estão hospedados cerca de 600 pessoas, entre tenistas, membros de suas equipes e funcionários da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais), WTA (Associação Feminina de Tênis), ITF (Federação Internacional de Tênis) e da organização direta das competições australianas.

Todas as pessoas voltarão a ficar em quarentena mais rígida nas próximas horas até saírem os resultados de novos testes em cada um. Só serão liberados para seguirem competindo aqueles que apresentarem exame negativo. Os eventuais casos positivos vão perder inclusive o Grand Slam, marcado para começar no dia 8.

Sede do Aberto da Austrália, a cidade de Melbourne recebe nesta semana seis torneios, três masculinos e três femininos, todos preparatórios para o primeiro Slam da temporada. Os tenistas e seus times estão competindo no formato de “bolha”, com deslocamentos restritos, exames constantes e cuidados intensos com a higiene.

Todos os torneios tiveram suas rodadas desta quinta-feira (pelo horário local) canceladas. Na ATP Cup, competição entre países, Rafael Nadal tinha jogo agendado para defender a Espanha contra a Grécia. No masculino, Melbourne ainda recebe duas competições de nível ATP 250: Murray River Open, com presença dos brasileiros Marcelo Melo e Marcelo Demoliner, e Great Ocean Road Open, com participações de Bruno Soares e Thiago Monteiro.

Luisa Stefani já foi eliminada do torneio Gippsland Trophy. As outras duas competições femininas que estão sendo disputadas nesta semana em Melbourne são a Yarra Valley Classic e o Grampians Trophy.

“Vamos trabalhar com todos os envolvidos para facilitar a testagem o mais rápido possível”, afirmou a federação australiana de tênis. “Não teremos partidas em Melbourne Park na quinta-feira. Uma atualização da programação para sexta-feira será anunciada ainda hoje (noite de quarta para quinta, no horário local).”

Pelos protocolos sanitários definidos pela própria federação, os tenistas que tiveram contato direto com um caso positivo de covid-19 devem permanecer em quarentena por 14 dias. Assim, se este critério rígido for aplicado para todos os atletas hospedados no hotel, eles não poderão disputar o Aberto da Austrália.

Geralmente disputado em janeiro, o primeiro Grand Slam do ano foi adiado para fevereiro por conta da pandemia. Um dos poucos países que vem controlando bem o espalhamento da doença, a Austrália aplica regras bem rígidas para viajantes que chegam ao país desde o ano passado. E a federação de tênis precisou se adaptar para atender essas regras e manter a competição no calendário deste ano.