Ceni inicia 2021 no Flamengo com desfalque de Diego Alves e saída de Pedro Rocha

O técnico Rogério Ceni iniciará 2021 no Flamengo com problemas para tentar a conquista do título do Campeonato Brasileiro. O clube carioca não terá nos primeiros dias do novo ano o goleiro Diego Alves, por conta de uma lesão muscular, e o atacante Pedro Rocha, dispensado antes mesmo do fim do empréstimo, que termina nesta quinta-feira.

Diego Alves sentiu a coxa direita na última sexta-feira, no último treino do Flamengo antes de viajar ao Ceará para enfrentar o Fortaleza, no sábado, pelo Brasileirão. Ele foi cortado da delegação e, a princípio, o departamento médico achou que não era algo sério. Porém, a lesão se confirmou.

Na segunda-feira, o goleiro se reapresentou sentindo dores no local e foi encaminhado para fazer exame, que constatou lesão na parte anterior da coxa direita. Com o desfalque de Diego Alves, Hugo Souza foi mais uma vez o titular.

Na mesma reapresentação do elenco para os últimos treinos no CT Ninho do Urubu antes de folga para os festejos de Ano Novo, Pedro Rocha já não esteve presente. O atacante, que não vinha sendo relacionado por Rogério Ceni, já está livre para negociar com outros clubes. O Corinthians é um dos possíveis destinos.

O Flamengo é o terceiro colocado do Brasileirão com 49 pontos, sete a menos do que o líder São Paulo. O clube carioca tem um jogo a menos – contra o Grêmio, em Porto Alegre, que será disputado no final de janeiro. Na próxima rodada, o time tem o rival Fluminense pela frente, no dia 6 de janeiro, no estádio do Maracanã.