Ceni volta a Fortaleza e Flamengo busca 5º triunfo seguido para pressionar líder

Passados 45 dias, Rogério Ceni reencontra o Fortaleza. Agora dirigindo o Flamengo, o treinador buscará no Castelão, às 19 horas deste sábado, a quinta vitória seguida na tentativa de jogar pressão sobre o líder São Paulo. Ganhar de seus ex-comandados pode esquentar de vez a briga pelo título do Brasileirão.

Como joga antes, os cariocas querem diminuir a desvantagem na classificação para apenas dois pontos. Depois ficariam na torcida por tropeço do time de Fernando Diniz diante do Fluminense, no Maracanã.

Como tem um jogo a menos, o Flamengo não pode deixar o rival abrir e vai atacar no Castelão. Com a dupla de ataque que mais se destacou nesta segunda parte da temporada: Bruno Henrique e Pedro foram muito bem juntos na ausência de Gabriel Barbosa no tempo em que ele ficou machucado e mais uma vez atuam juntos.

Expulso contra o Bahia, Gabriel cumpre suspensão e abre nova brecha na disputa pela vaga com Pedro. Filipe Luís também não joga, por acúmulo de cartões amarelos. Entra Renê. A notícia boa é o retorno de Willian Arão, recuperado de lesão.

No último treino, nesta sexta-feira, Ceni ganhou mais desfalques. O goleiro Diego Alves acusou um desconforto muscular na coxa direita e foi cortado do jogo. Assim como o atacante reserva Michael.

Desde a saída de Ceni, o Fortaleza somou apenas seis pontos em 24 possíveis, péssimo desempenho de 25%. Está em queda livre na tabela e ainda terá seu criador pela frente. O técnico montou a equipe e conhece muito bem qualidades e defeitos.

Os flamenguistas treinaram forte a semana toda e armaram muitas jogadas para furar uma possível retranca dos mandantes. De quebra, Ceni ajustou a defesa para não sofrer tantos gols como o ocorrido diante do Bahia, no qual o Flamengo foi vazado três vezes e ganhou no sufoco.

Sendo firme atrás, o treinador flamenguista acredita que fica bem mais perto da vitória, pois o setor ofensivo dificilmente passa em branco. E Pedro está animado em mostrar serviço para provar que pode ser o titular.