Chamado para Olimpíada, Claudinho diz que não tem proposta para deixar Bragantino

Presente na lista do técnico André Jardine para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, o meia Claudinho tratou de tranquilizar os torcedores do Red Bull Bragantino ao dizer que volta ao clube depois de defender a seleção brasileira que vai atrás da segunda medalha de ouro consecutiva.

Eleito o melhor jogador do Campeonato Brasileiro de 2020, Claudinho vem recebendo muitas sondagens de fora do país, mas nada de concreto chegou ao clube de Bragança Paulista (SP) até agora. O discurso feito pelo diretor executivo Thiago Scuro há alguns dias foi reforçado pelo camisa 10.

“Não tem nada concreto, pelo contrário. A minha passagem está de ida e volta para cá. Tenho contrato com o Red Bull Bragantino até 2025. Vou cumprir meu contrato até o momento certo, o que tiver que cumprir. Quando as coisas acontecerem, vocês irão ficar sabendo”, garantiu Claudinho.

Sobre a oportunidade de defender a seleção brasileira nos Jogos Olímpicos, o meia disse estar realizando um sonho. Claudinho atuou nos amistosos contra Cabo Verde e Sérvia há duas semanas. “É um momento muito feliz, muito diferente na minha carreira. Há uns dois anos e meio atrás, estava desacreditado. Mas, como falei, Deus em primeiro lugar me deu forças. Minha mãe, minha família, sempre estavam ao meu lado dando forças. Fico muito feliz em estar realizando esse sonho, não só meu, mas da minha família”, finalizou.

Os jogadores convocados para os Jogos Olímpicos devem se apresentar no dia 1.º de julho. Até lá, o Red Bull Bragantino enfrenta Flamengo, Palmeiras e Atlético Goianiense pelo Brasileirão. Devido ao excesso de jogos, na última quarta-feira Claudinho foi poupado do jogo em que seu time venceu o Corinthians por 2 a 1, de virada, no Neo Química Arena, em São Paulo, pela quarta rodada.