Chay explica gol improvável que garantiu vitória do Botafogo: ‘Bati cruzado’

Autor do gol improvável que deu a vitória reabilitadora ao Botafogo sobre o Vitória, por 1 a 0, nesta noite, no estádio Raulino de Oliveira, o meia Chay deixou o campo como melhor em campo. Mas o que todos queriam saber é se ele tentou fazer o cruzamento no lance em que marcou sem ângulo e sem visão do goleiro.

“Eu vi o goleiro adiantado. O nosso goleiro (Douglas Borges) já tinha me avisado que ele (Ronaldo) ficava sempre adiantado. Eu bati cruzado”, explicou. “É claro que não imaginava que a bola iria entrar no alto, perto da trave. Mas bati cruzado”, reforçou o atacante.

Nesta noite, ele foi escalado como meia armador, mais recuado, no lugar de Marco Antônio. Uma mudança feita pelo técnico Marcelo Chamusca e que também surpreendeu.

Chay parecia predestinado a ser o herói da noite. O lance aconteceu aos 20 minutos do segundo tempo, quando a bola parecia que sairia na linha de fundo, Chay soltou o chute, de cabeça baixa e sem nenhuma visão do goleiro ou do gol. A bola ganhou força e efeito e entrou no alto.

A vitória colocou o Botafogo na sétima posição da Série B, com 11 pontos, e um jogo a menos que seus principais concorrentes por uma vaga na zona de acesso. Ela também serviu como reabilitação das derrotas para o Náutico, por 3 a 1, e Sampaio Corrêa, por 2 a 0, em duelos disputados fora de casa.