Clube da China é eliminado da Liga dos Campeões da Ásia após ‘dar calote’

A Confederação Asiática de Futebol (AFC, na sigla em inglês), anunciou nesta segunda-feira, através de um comunicado oficial nas redes sociais e em seu site, que eliminou o Shandong Luneng, da China, da Liga dos Campeões da Ásia, após o clube não pagar um débito antigo com a federação. O time conta atualmente com dois brasileiros que já atuaram pelo Palmeiras: os meias Roger Guedes e Moisés.

A exclusão do Shandong Luneng da principal competição do continente é um marco na história do futebol asiático. Por conta de um débito antigo, referente a um pagamento em atraso ao alemão Felix Magath, ex-auxiliar do clube, o time foi excluído pela AFC.

A federação não tolera este tipo de comportamento das equipes, visto como desrespeitoso e inaceitável. O time chinês, que conquistou o campeonato nacional três vezes em sua história, jamais levantou a taça de campeão da Ásia.

O Shandong Luneng havia se classificado para a Liga dos Campeões da Ásia após conquistar o título da Copa da China, em dezembro. O torneio tem início previsto para o mês de abril. “O órgão independente de controle de entrada da Confederação Asiática de Futebol retirou a licença do Shandong Luneng FC para participar da 2021 AFC Champions League”, declarou a entidade.

No ano passado, além de ser o vencedor da Copa da China, o Shandong Luneng chegou até as quartas de final da Superliga Chinesa, mas foi eliminado pelo Beijing Guoan.

A China será representada na próxima Liga dos Campeões da Ásia pelo Jiangsu Suning, último campeão nacional, pelo Guangzhou Evergrande, com dois títulos da Liga dos Campeões em sua história, e o Beijing Guoan.