Colômbia vence o Uruguai nos pênaltis e avança às semifinais da Copa América

A Colômbia venceu o Uruguai neste sábado, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, e avançou às semifinais da Copa América ao levar a melhor nos pênaltis, depois de um 0 a 0 bastante disputado e marcado por pouca criação e raras oportunidades de perigo aos goleiros.

Sem errar nenhuma cobrança e contando com as defesas do goleiro Ospina nas batidas de Giménez e de Matías Viña, lateral-esquerdo do Palmeiras, a seleção colombiana vai à próxima fase do torneio e enfrenta o vencedor do confronto entre Argentina e Equador.

O Uruguai, apesar de não conseguiu infiltrar de forma incisiva, foi a equipe que mais teve a bola no pé durante o primeiro tempo. O jogo era disputado no meio de campo e os espaços escassos, muito bem preenchidos em ambos os lados.

Arrascaeta comandava as investidas de ataque do Uruguai, mas não ocorria um último passe efetivo que poderia deixar a estelar dupla de ataque, formada por Cavani e Luis Suárez, em boas condições de finalização. A Colômbia quando tinha a bola recebia pressão dos adversários e, algumas vezes, restava como alternativa os chutões para ligação direta ao ataque, mas sem efetividade ofensiva.

Apesar de ter menor presença no ataque, a seleção colombiana teve a melhor chance, até então, com a dupla de atacante Zapata e Muriel, em dois lances seguidos: primeiro em um chute defendido por Muslera e, no rebote, uma finalização para fora.

No segundo tempo, depois de um jogo mais estudado, as vias do campo começaram a se abrir. Logo no primeiro minuto depois da volta do intervalo, o zagueiro Godín fez boa leitura e conseguiu interceptar um cruzamento que cairia no jeito para Zapata fazer o primeiro para a Colômbia. Logo depois veio a resposta uruguaia com um cruzamento venenoso de Nández que acabou indo em direção ao gol. Ospina estava ligado no lance e fez ótima defesa, evitando a alteração no placar.

O jogo era ainda mais disputado do que no primeiro tempo, com a Colômbia aproveitando um Uruguai mais cansado. Aos 27, outra grande oportunidade para os colombianos e, mais uma vez, com Zapata, em um cabeceio que culminou com Muslera tendo que se esticar para salvar mais uma vez sua equipe.

Depois do susto do ataque colombiano, o clima da partida voltava à estaca inicial de pouca criação, com os técnicos já vislumbrando a disputa de pênaltis. E foi o que aconteceu. 0 a 0 no tempo normal e penalidades confirmadas. Com o placar de 4 a 2, com duas defesas de Ospina, a Colômbia garantiu a sua classificação na Copa América.

FICHA TÉCNICA

URUGUAI 0 (2) x (4) 0 COLÔMBIA

URUGUAI – Muslera; Nández, Gimenez, Godin e Viña; Valverde (Cáceres), Vecino, Bentancur e De Arrascaeta (Facundo Torres); Cavani e Suárez. Técnico: Óscar Tabárez.

COLÔMBIA – Ospina; Muñoz, Mina, Sanchez e Tesillo; Cuéllar, Barrios, Borre (Borja) e Díaz; Zapata e Muriel (Chará). Técnico: Reinaldo Rueda.

CARTÃO AMARELO – Godín (Uruguai).

ÁRBITRO – Jesus Gil Manzano (Fifa-Espanha).

RENDA E PÚBLICO – Jogo com portões fechados.

LOCAL – Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).