Com fase vermelha, seletiva para Pré-Olímpico de maratona aquática é adiada

Com as novas restrições impostas no Estado de São Paulo, em razão do agravamento da pandemia, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) decidiu adiar a seletiva brasileira para o Pré-Olímpico da maratona aquática, que estava marcado para o fim de semana, no Billings Country Club, em São Bernardo do Campo.

A competição, que teria a disputa das provas de 5km e 10km, valeria vagas também o Campeonato Sul-Americano e para o Mundial Júnior. No caso dos evento pré-olímpico e do Mundial, a CBDA vai definir no futuro uma nova data para formar as seleções que vão representar o Brasil na maratona aquática.

Já em relação ao Sul-Americano, a seletiva não será mais disputada por falta de datas disponíveis e também devido à proximidade do evento, marcado para o período de 24 a 27 deste mês, em Mar del Plata, na Argentina.

A CBDA fará a convocação oficial dos atletas nos próximos dias. E formará a seleção com base no resultado da última etapa do Campeonato Brasileiro de Maratonas Aquáticas de 2020, realizado no mesmo Billings Country Club.

As mudanças nos planos da CBDA se devem à decisão do governador João Doria (PSDB-SP) de colocar todas as regiões do Estado na fase vermelha, a mais restritiva do Plano São Paulo, a partir da 0h do próximo sábado. A medida visa conter o avanço da covid-19 no Estado. A pandemia tem se agravado nas últimas semanas com a deterioração dos índices epidemiológicos, em especial, de internações.