Com meia de intérprete e contrato de três meses, Cangá é apresentado no Vasco

Luís Cangá atrasou sua chegada ao Rio por causa da covid-19. Nesta terça-feira, o zagueiro equatoriano foi, finalmente, apresentado no Vasco. Com contrato de apenas três meses e sem entender português, o reforço precisou de ajuda do meia Galarza para responder as perguntas dos jornalistas.

Com auxílio do intérprete improvisado, Cangá minimizou o tempo curto de contrato com o clube carioca e chegou prometendo provar em campo que tem condições de vestir a camisa e ampliar o vínculo.

“Para mim serão três meses de muita expectativa. Sei o que representa estar aqui e vejo como um desafio muito importante”, disse Cangá, que recebeu a camisa 13 do Vasco. “Fui muito bem recebido e venho com o desafio muito importante de estar competindo em alto nível, para ajudar a equipe e meus companheiros. Espero que tudo vá bem nesse período.”

O paraguaio Galarza ajudou Cangá na apresentação e virou uma espécie de orientador do defensor. O meia se tornou o melhor amigo do zagueiro no País, já o apresentou ao elenco e mostrou todas as dependências do clube.

Cangá aproveitou a ajuda para revelar suas características. “Sou um jogador agressivo, que busca sempre recuperar rápido a bola. Quero sempre estar 100%, sempre concentrado, ajudando os meus companheiros”, afirmou. “Gosto de ganhar sempre e espero colocar o Vasco no lugar que merece”, seguiu, já sonhando em disputar a Série B.