Com Rafinha como dúvida, Coritiba tenta reagir na estreia de Gustavo Morínigo

Visando encerrar uma série de quatro derrotas consecutivas, o Coritiba vai para o clássico Atletiba pressionado a conquistar um resultado positivo para não deixar a sua situação ainda mais difícil. Por isso, só a vitória interessa na estreia do técnico Gustavo Morínigo neste sábado, às 19 horas, no estádio Couto Pereira, pela 29.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Logo em seu primeiro desafio, o treinador dificilmente poderá contar com Rafinha. O meia está com dores no músculo adutor da coxa e passará por exames para saber se terá condições de atuar. A tendência é que faça um último teste momentos antes do clássico para analisar sua situação.

Além de Rafinha, o treinador não poderá contar com os lesionados Matheus Sales, Matheus Galdezani e Mattehus Oliveira. O primeiro, inclusive, está sem contrato, pois tinha vínculo com o clube até 31 de dezembro. Com isso, a principal novidade no time titular deverá ser o veterano Ricardo Oliveira.

“Teremos um clássico, sabemos da importância de ganhar essa partida. O principal é que os jogadores estejam motivados para ganhar esse jogo. O clássico é um jogo especial, independente da posição em que o time esteja na tabela, e é claro que queremos vencer”, discursou o treinador, tentando entrar no clima do clássico.

Em sua pior fase na temporada, o Coritiba aparece na lanterna do Brasileirão, com 21 pontos em 28 jogos disputados. O time ainda tem o pior ataque, com 22 gols marcados e uma das defesas mais vazadas, com 39. Na última rodada, mesmo em casa, perdeu por 2 a 1 para o Goiás, que também luta contra o descenso.