Com sentimento de vingança, Atlético-MG recebe o Bahia para ‘encostar’ na ponta

O torcedor do Atlético-MG lamenta muito os inúmeros tropeços fora de casa, que custaram pontos preciosos na briga pelo título do Brasileirão. No primeiro turno, por exemplo, deixou escapar a volta à liderança ao levar virada do Bahia, por 3 a 1. Neste sábado, às 19 horas, com sentimento de vingança, a ordem é se vingar dos baianos para encostar na ponta da tabela.

São cinco pontos do líder Internacional e outros quatro do Flamengo, o segundo. Como ambos jogam no domingo, têm o confronto direto na penúltima rodada e duros compromissos na última jornada, os mineiros ainda confiam em voltar à disputa pelo taça.

Para resgatar a esperança, o Atlético-MG tem a obrigação de ganhar do ameaçado Bahia, no Mineirão. Para isso, seu ataque tem de desencantar após dois jogos passando em branco e cinco pontos desperdiçados.

O técnico argentino Jorge Sampaoli promete um time bastante ofensivo no Mineirão. Tudo para apagar a má impressão deixada no 1 a 0 para o Goiás e o 0 a 0 com o Fluminense. Apenas uma arrancada final poderá evitar uma decepção ao fim do campeonato.

Resta saber se o Bahia não vai querer aprontar novamente. Além da vitória em Salvador, os baianos também ganharam a última visita ao Atlético-MG em Belo Horizonte, por 1 a 0. Brigando por uma vaga de centroavante, o jovem Marrony pede “tranquilidade” na hora de o time criar as oportunidades.

O volante Jair volta após cumprir suspensão, por outro lado, Allan recebeu o terceiro cartão amarelo e não joga. Hyoran segue na equipe. A dúvida de Sampaoli está no ataque.

Com a necessidade de gols depois da grave lesão de Keno, o comandante argentino pode optar pelo grandalhão Marrony na vaga do chileno Vargas, ainda sem emplacar na equipe.