Com sete desfalques, Bragantino enfrenta Ceará de olho na Sul-Americana

De olho numa vaga na Copa Sul-Americana, o Red Bull Bragantino vai ter sete desfalques para o duelo contra o Ceará neste domingo, às 20h30, no Castelão, pela 30.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com isso, o técnico Maurício Barbieri quebra a cabeça para escalar o que tem de melhor nesta boa fase vivida pelo clube.

O treinador não poderá contar com o zagueiro Ligger e o atacante Cuello, suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Já Lucas Evangelista segue em tratamento de uma lesão. Os outros quatro atletas estão fora, porque se recuperam da covid-19. São eles: Weverson, Luan, Uillian Correia e Alerrandro.

A única mudança em relação ao time que empatou por 2 a 2 com o Atlético-MG será a saída de Cuello. O treinador indicou que Morato formará o trio ofensivo com Helinho e Ytalo. Bruno Tubarão e Chrigor também são opções.

“Acho que mais que os resultados, o desempenho nos últimos jogos nos deixa otimistas de fazer grandes jogos. Acho que foi realmente uma sequência pesada e difícil. Em relação a pontuação, a gente até entende que deveria ter feito mais pontos, mas o rendimento foi extremamente satisfatório. Mas sabemos que não é porque tivemos uma sequência difícil que vamos ter vida mais cômoda daqui para frente”, avaliou Barbieri, antes de analisar o adversário deste domingo.

“O próprio Ceará ganhou do Flamengo (2 a 0 no Maracanã). Então, a gente sabe que será extremamente difícil também, um adversário que está brigando no mesmo espaço da tabela. Não tem chance de título, mas está brigando por um espaço na tabela e não deixa de ser um confronto importante para nós”, completou o treinador.

Com 35 pontos, o Bragantino precisa vencer para terminar a rodada dentro da zona de classificação à Sul-Americana.