Com virada no fim, Juventude afunda Figueirense e sonha com acesso na Série B

Abrindo a 37ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, Juventude e Figueirense se enfrentaram na tarde desta sexta-feira, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), precisando desesperadamente da vitória, apesar dos objetivos opostos. O triunfo mandante, por 2 a 1, aconteceu nos acréscimos após reta final de partida emocionante.

Como resultado, os donos da casa seguem sonhando com acesso, já que foram aos 58 pontos, na quarta colocação momentaneamente. O CSA, quinto, com 56, e o Cuiabá, terceiro, com 61, ainda entram em campo na noite desta sexta.

Os visitantes, por outro lado, permanecem no 17º lugar, com 39 pontos, três atrás de Náutico e Vitória. A dupla nordestina, porém, ainda entra em campo nos próximos dias – ou seja, o rebaixamento dos catarinenses ainda pode acontecer nesta rodada.

Os 45 minutos iniciais do confronto tiveram poucas emoções. A primeira grande chance foi do Figueirense, apenas aos 29 minutos. Diego Gonçalves ficou com a sobra de bola, mas demorou para definir o lance, perdeu um pouco o ângulo e acabou parando em defesa de Marcelo Carné.

O Juventude só conseguiu responder na sequência. Aos 33, Renato Cajá ajeitou com estilo para Matheuzinho, que soltou a pancada e carimbou o travessão. A sobra ficou com Everton, que bateu tirando tinta do pé da trave esquerda.

Já no segundo tempo, o cenário foi parecido. O primeiro susto foi protagonizado pelo Figueirense, aos 28 minutos, com Lucas Barcelos, que parou em Marcelo Carré e ainda viu Augusto afastar o perigo. Rogério, de cabeça, aos 34, respondeu para o Juventude.

O confronto ficou em ritmo alucinante a partir dos 39 minutos. Renan Luís cruzou na medida para Erison testar e abrir o placar para os visitantes, mas a arbitragem não assinalou saída de bola gritante antes de a bola ser alçada na área. O gol, contudo, foi validado porque na Série B não há a ferramenta do VAR.

A virada gaúcha veio com muita emoção. Aos 42 minutos, o goleiro Rodolfo Castro errou na saída do gol, a bola quicou e o encobriu, sobrando livre para Bambam empatar. Já aos 49, Rogério aproveitou escanteio, testou firme e garantiu a vitória gaúcha.

A última rodada da Série B acontece na próxima sexta-feira (29), às 21h30. O Juventude visita o Guarani, no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP), enquanto o Figueirense recebe a Ponte Preta, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC).

FICHA TÉCNICA:

JUVENTUDE 2 x 1 FIGUEIRENSE

JUVENTUDE – Marcelo Carné; Luis Ricardo, Augusto, Emerson Silva e Hélder; João Paulo (Gustavo Bochecha) e Gabriel Bispo; Matheuzinho (Rogério), Renato Cajá (Roberto) e Everton (Rafael Silva); Rafael Grampola (Bambam). Técnico: Pintado.

FIGUEIRENSE – Rodolfo Castro; Everton Santos, Alemão, Vitor Mendes (Geovane) e Renan Luís; Nonato (Matheus Neris) e Patrick; Dudu (Guilherme Teixeira); Diego Gonçalves, Bruno Michel (Erison) e Geovane Itinga (Lucas Barcelos). Técnico: Jorginho Cantinflas.

GOLS – Erison, aos 39, Bambam, aos 42, e Rogério, aos 49 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Alemão e Patrick (Figueirense).

ÁRBITRO – Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN).

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

LOCAL – Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS).