Confiança derrota Náutico e respira na luta contra rebaixamento na Série B

O Confiança colocou um ponto final na série de cinco derrotas consecutivas, nesta segunda-feira, ao derrotar o Confiança por 2 a 0, no Batistão, pela 32.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Os gols foram marcados por Reis, de pênalti, e Madison, ambos no segundo tempo.

Com o resultado, o Confiança subiu para a 11.ª colocação, com 42 pontos e praticamente se livrou do risco de queda. O Náutico, que viu cair uma sequência de cinco jogos sem derrota, ficou na zona de rebaixamento, em 17º, com 35., assim como o Figueirense, 16.º, em vantagem pelos critérios de desempate.

Sem contar com Hélio dos Anjos, afastado com covid-19, o Náutico foi com um time ofensivo para encarar o Confiança fora de casa. No entanto, a equipe ficou exposta e por muito pouco não acabou surpreendida logo de cara. Após cruzamento de Castilho, a bola sobrou para Matheus Mancini na entrada da pequena área. O zagueiro chutou para uma defesa à queima-roupa de Anderson.

O Confiança continuou pressionando nas bolas alçadas por Guilherme Castilho, mas o Náutico equilibrou as ações. Aos 22 minutos, Vinícius recebeu de Jean Carlos e parou na defesa de Rafael Santos. O ex-palmeirense ainda teve mais uma chance de marcar, porém, ficou no arqueiro.

E Anderson seguiu brilhando até o final do primeiro tempo. Ele se esticou todo para defender um arremate de Renan Gorne. O Confiança pressionou, teve mais posse de bola, mas pecou nas finalizações, não conseguindo sair do zero.

No segundo tempo, o Confiança sufocou o Náutico. Aos três minutos, Reis fez linda jogada e cruzou. A bola ganhou força e ficou no travessão. No lance seguinte, Guilherme Castilho achou Renan Gorne, que novamente viu Anderson fazer um milagre para salvar o time pernambucano.

O mesmo goleiro que vinha brilhando, cometeu um erro fatal. Anderson saiu afobado e acabou derrubando Reis: pênalti. O atacante foi para a cobrança e chutou no meio para abrir o placar. O gol praticamente derrubou o Náutico. O time pernambucano caiu drasticamente de produção e ficou nos lampejos de Jean Carlos.

Nos minutos finais, o jogo esquentou. A arbitragem acabou marcando tiro livre indireto em uma saída de bola de Rafael Santos, que teria pego a bola fora da área. Na cobrança, Dudu soltou uma pancada para defesa do goleiro.

A partida continuou e após confusão generalizada Rafael Ribeiro, do Náutico, e Thiago Ennes, do Confiança, foram expulsos. Com dez para cada lado, o time sergipano fechou a conta aos 52 minutos. Reis fez o que quis na defesa adversário e rolou para Madison fazer 2 a 0.

Na próxima rodada, o Confiança enfrenta o Brasil na sexta-feira, às 16h, no estádio Bento Freitas, em Pelotas. No mesmo dia, às 19h15, o Náutico recebe o Paraná, nos Aflitos, no Recife.

FICHA TÉCNICA

CONFIANÇA 2 X 0 NÁUTICO

CONFIANÇA – Rafael Santos; Thiago Ennes, Luan, Matheus Mancini e Everton (Djalma Silva); Amaral (Madison), Serginho (Rafael Vila) e Guilherme Castilho; Reis, Renan Gorne (Jeferson Lima) e Iago (Alexandre Tam). Técnico: Daniel Paulista.

NÁUTICO – Anderson; Hereda (Dudu), Camutanga, Rafael Ribeiro e Kevyn; Djavan (Renan Foguinho), Rhaldney (Jorge Henrique) e Jean Carlos (Ruy); Vinícius (Álvaro), Kieza e Bryan. Técnico: Marcelo Rocha (auxiliar).

GOLS – Reis, aos dez, e Madison, aos 52 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)

CARTÕES AMARELOS – Iago e Rafael Vila (Confiança); Anderson, Hereda e Kevyn (Náutico)

CARTÕES VERMELHOS – Thiago Ennes (Confiança); Rafael Ribeiro (Náutico)

LOCAL – Arena Batistão, em Aracaju (SE).