Daniel Paulista valoriza ataque do Guarani e vê espaço para melhorar na Série B

O Guarani atropelou o Brusque por 4 a 1 e, além de ficar a três pontos do G4 – a zona de acesso – da Série B do Campeonato Brasileiro, passou a ter o segundo melhor ataque com 16 gols, a um do líder Náutico. O técnico Daniel Paulista valorizou a força ofensiva e o apetite demonstrado pelos paulistas.

“O time tem a cara do Guarani, que procura ser um time que joga futebol, ser ofensivo no momento que precisa ser ofensivo, seguro quando precisa ser defensivo. O jogo é dividido em vários momentos, em várias fases. A gente está muito satisfeito quanto a isso”, disse o comandante.

O destaque da última rodada foi o meia-atacante Régis, que foi para as redes duas vezes e chegou a seis gols na Série B, um a menos do que Edu, do Brusque, artilheiro máximo. Régis marcou 37,5% de todos os gols do Guarani na competição.

“É uma característica que o time vem desenvolvendo, até pela característica dos atletas, e a gente prioriza a busca constante pelo gol. (…) O principal é todos entenderem como a equipe joga, não apenas quem está iniciando, mas quem entra também, para manter a intensidade e o padrão de jogo. É isso que nos tem deixado bastante satisfeitos no trabalho”, seguiu Daniel Paulista.

O Guarani está na oitava colocação com 13 pontos, a três da zona de acesso. Nesta sexta-feira, os paulistas visitarão o Londrina no estádio do Café, em Londrina (PR), às 19 horas, pela 10.ª rodada.

“Não tem empolgação. Ainda tem muita coisa para acontecer. Pés no chão, mas o Guarani tem demonstrado pelo futebol que está no caminho certo. Dificuldades vão acontecer, mas estamos preparados para superá-las”, finalizou.