De virada, Operário volta a vencer na Série B e mantém Brasil na degola

Foi com emoção, mas o Operário finalmente fez as pazes com a vitória e aliviou a pressão em cima do técnico Matheus Costa, na manhã deste sábado. De virada, o time paranaense ganhou do Brasil, por 2 a 1, no estádio Germano Krüger, pela 10ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

A vitória, depois de quatro partidas, fez o Operário se aproximar do G4, na oitava colocação, com 15 pontos. O Brasil, por sua vez, viu o jejum aumentar para cinco jogos e segue na zona de rebaixamento, em 18º lugar, com sete pontos.

Pressionado, o Operário viu o Brasil começar melhor a partida e assustar por duas vezes antes dos dez minutos, com Gabriel Terra e Fabrício. O time paranaense aos poucos foi equilibrando as ações e respondeu em finalização de Leandrinho por cima do gol.

Aos 23, Luiz Fernando foi derrubado por Simão dentro da área e o árbitro assinalou pênalti. O goleiro alvinegro se redimiu ao defender a cobrança de Ramon no canto direito. O Operário não conseguia se encontrar no jogo e viu o Brasil ter um gol anulado antes do intervalo.

O Operário voltou para o segundo tempo desatento e ficou atrás do placar aos seis minutos. Gabriel Terra recebeu livre na esquerda e cruzou para Fabrício, dentro da pequena área, só completar. O empate quase veio na sequência em finalização de Djalma Silva. Matheus Nogueira espalmou.

Na base da pressão e da bola aérea, o Operário igualou o placar aos 25 minutos. Leandro Vilela ficou com a sobra após cruzamento, dominou e bateu. A virada veio 10 minutos depois, novamente pelo lado. Lucas Mendes cruzou e Fábio Alemão cabeceou para o chão. A bola tocou no travessão antes de entrar.

O Brasil sentiu a virada e não teve forças para buscar o empate nos minutos finais, enquanto o Operário valorizou a posse da bola e comemorou o fim do jejum de vitórias.

Os dois times voltam a campo na próxima terça-feira, pela 11ª rodada. O Operário visita o Londrina, às 21h30, no Estádio do Café, e o Brasil vai até Goiânia para jogar contra o Vila Nova, às 16 horas, no Onésio Brasileiro Alvarenga.

FICHA TÉCNICA

OPERÁRIO 2 X 1 BRASIL

OPERÁRIO – Simão; Alex Silva (Lucas Mendes), Fábio Alemão, Reniê e Djalma Silva; Leandro Vilela, Tomas Bastos (Pedro Ken), Rafael Oller (Thomaz) e Leandrinho (Marcelo); Rodrigo Pimpão e Paulo Sérgio (Schumacher). Técnico: Matheus Costa.

BRASIL – Matheus Nogueira; Thalys, Ícaro, Héverton e Kevin; Rômulo, Luiz Fernando (Welinton), Wesley (Denilson) e Gabriel Terra (Lucas Santos); Fabrício (Bruno Matias) e Ramon (Júnior Viçosa). Técnico: Cláudio Tencati.

GOLS – Fabrício, aos seis, Leandro Vilela, aos 25, e Fábio Alemão, aos 35 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Fábio Alemão, Schumacher e Alex Silva (Operário); Fabrício (Brasil).

ÁRBITRO – Dewson Fernando Freitas da Silva (PA).

LOCAL – Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR).