Derrotado, Tigres celebra desempenho no Mundial: ‘Representamos bem o México’

Derrotado na decisão do Mundial de Clubes pelo Bayern de Munique por 1 a 0, nesta quinta-feira, o Tigres vai deixar o Catar orgulhoso. Foi o que deixou claro, após o duelo, o técnico Tuca Ferretti. Ele exibiu satisfação com o desempenho da equipe na decisão e no torneio. O Tigres, afinal, venceu dois jogos em sua campanha, diante de Ulsan Hyundai e Palmeiras, antes de ser batido pelo gigante alemão.

O treinador destacou que o time teve atuação segura e conseguiu conter o ataque do Bayern, embora tenha reconhecido o merecimento do adversário, que assegurou a conquista com o gol marcado por Pavard, no início do segundo tempo, em lance que precisou da revisão do VAR.

“Chegamos na final, creio que podemos falar das coisas boas que fizemos. Fizemos uma grande final, mérito do Bayern, eles merecem este triunfo. Temos que seguir trabalhando e melhorando se quisermos o nível que desejamos para em uma próxima vez nos sairmos melhores. Eu creio que a equipe se defendeu bem, pressionou em todo o campo. Estou satisfeito com o resultado”, disse o treinador.

O Tigres foi o primeiro clube da Concacaf e do México a disputar uma decisão do Mundial de Clubes. Um feito celebrado pelo atacante francês André-Pierre Gignac, artilheiro do torneio, com três gols marcado, e eleito o segundo melhor jogador da competição.

Ele destacou que o povo mexicano deve estar orgulhoso do desempenho do Tigres no Catar. “Representamos muito bem o México, com garra e o coração. O segundo lugar é maravilhoso, esperamos que mais mexicanos possam chegar na decisão”, afirmou.