Djokovic derrota americano e se classifica às oitavas de final em Wimbledon

Atual número 1 do mundo, Novak Djokovic está nas oitavas de final de Wimbledon, Grand Slam em Londres disputado em quadras de grama. Nesta sexta-feira, pela terceira vez na carreira o sérvio teve pela frente o americano Denis Kudla e, assim como nas outras duas, venceu por 3 sets a 0, marcando as parciais de 6/4, 6/3 e 7/6 (9/7), depois de 2 horas e 19 minutos.

O duelo pela terceira rodada foi o mais difícil para Djokovic até agora em Londres. O sérvio oscilou um pouco mais neste jogo do que nos anteriores, mas ainda assim anotou mais bolas vencedoras (34) do que erros não forçados (28). Venceu 71% dos pontos com o primeiro serviço, mas sofreu com a segunda bola, terminando com aproveitamento de apenas 40%.

Djokovic está a uma vitória de alcançar mais uma vez as quartas de final em Wimbledon, fase que atingiu em 10 de suas 11 últimas participações. Para ampliar seus números, terá que superar o chileno Cristian Garin, que passou pelo espanhol Pedro Martinez em quatro sets, anotando o placar final de 6/4, 6/3, 4/6 e 6/4.

Ao levar a melhor e se garantir nas oitavas de final, o tenista sérvio se isola como o terceiro que mais vezes alcançou a quarta rodada na competição na Era Aberta, conseguindo o feito pela 13.ª vez. Ele fica atrás apenas das 17 do suíço Roger Federer e 16 do americano Jimmy Connors. Djokovic também fará a sua 55.ª aparição em oitavas de torneios de Grand Slam, atrás apenas das 68 de Federer.

RUSSOS VENCEM – Dois dos principais tenistas da Rússia no circuito profissional, Andrey Rublev e Karen Khachanov tiveram bons testes pela terceira rodada e ambos conquistaram boas vitórias, derrubando, respectivamente, o italiano Fabio Fognini e o americano Frances Tiafoe.

Responsável pela eliminação do grego Stefanos Tsitsipas na primeira rodada, Tiafoe não foi páreo para Khachanov, que fez valer a condição de cabeça de chave 25 e eliminou o americano sem sustos por 3 sets a 0 – com parciais de 6/3, 6/4 e 6/4, depois de 1 hora e 47 minutos.

A vitória de Rublev para cima de Fognini foi um pouco mais apertada, precisando de quatro sets para derrubar o italiano com as parciais de 6/3, 5/7, 6/4 e 6/2, após quase três horas de partida. O russo fechou o jogo com 13 aces, cinco duplas faltas e aproveitamento de 64% com o saque.

Quinto mais bem cotado ao título, Rublev alcança a segunda semana em Wimbledon pela primeira vez na carreira. Classificado às oitavas de final, o russo terá pela frente o húngaro Marton Fucsovics, contra quem já jogou quatro vezes no ano e venceu as quatro, que nesta sexta-feira derrotou o argentino Diego Schwartzman, nono pré-classificado, por 3 sets a 1 – parciais de 6/3, 6/3, 6/7 (6/8) e 6/4.