Em jogo de Série A, Fluminense e Red Bull Bragantino duelam pela Copa do Brasil

Um dos únicos confrontos da 3ª fase da Copa do Brasil que reúne dois times da elite do Brasileirão, Fluminense e Red Bull Bragantino iniciam nesta quarta-feira a disputa por uma vaga nas oitavas de final. A partida de ida está marcada para as 21h30, no Maracanã, no Rio de Janeiro.

Os times voltam a se encontrar na próxima quarta-feira, também às 21h30, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. O gol fora de casa não vale como critério de desempate e em caso de dois resultados iguais a decisão será os pênaltis. Quem passar recebe R$ 2,7 milhões de premiação.

Estreando na Copa do Brasil – é um dos times que entrou na terceira fase por estar disputando a Libertadores -, o Fluminense vem de um empate sem gols com o São Paulo, no Morumbi, pela primeira rodada do Brasileirão. Apesar da boa atuação, o técnico Roger Machado vai mexer no time.

Titular absoluto e elogiado pelo treinador, o zagueiro Nino viajou para a Sérvia, onde vai participar da preparação com a seleção pré-olímpica. Com retorno previsto para a semana que vem, o defensor é dúvida para o jogo de volta em Bragança Paulista. Manoel, David Braz e Matheus Ferraz são as opções.

Por outro lado, Roger Machado tem o retorno do artilheiro Fred, que não enfrentou o São Paulo por conta de uma gastrointerite. Na ocasião, o uruguaio Abel Hernández foi titular. Reserva, o meia Cazares foi convocado para defender a seleção equatoriana nas Eliminatórias, mas não poderia jogar porque já defendeu o Corinthians na Copa do Brasil.

No Rio desde a última segunda-feira depois de ter estreado no Brasileirão com goleada sobre a Chapecoense, por 3 a 0, na Arena Condá, o Red Bull Bragantino tem desfalques importantes também por conta da seleção pré-olímpica.

Principal jogador do time desde o ano passado, o meia Claudinho viajou para Sérvia, assim como o goleiro Cleiton com a seleção olímpica. Além deles, o técnico Maurício Barbieri não tem o atacante Gabriel Novaes, que já atuou na Copa do Brasil pelo Bahia, o volante Raul e o meia Vitinho. Os dois últimos estão em fase de transição com os fisicultores.

“Não entendo porque se marca um jogo de caráter eliminatório durante a parada das Eliminatórias. Poderia se dar sequência nos jogos do Brasileiro onde a margem para recuperação é maior. Acho que acaba tendo um peso maior numa decisão como é Copa do Brasil”, disse Maurício Barbieri, lamentando os desfalques.