Equador massacra Colômbia, ganha 3ª seguida e se firma no G4 das Eliminatórias

A seleção equatoriana é a surpresa das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa de 2022. Com futebol envolvente, velocidade e força nos contragolpes, massacrou a Colômbia, por 6 a 1, em Quito, chegando à terceira vitória seguida e se consolidando na zona de classificação ao Catar.

São impressionantes 13 gols marcados nas três vitórias consecutivas. Quatro no forte Uruguai e agora mais seis diante da não menos temida Colômbia. Todos atuando em casa. Os outros três foram na altitude da Bolívia, onde não é fácil ganhar. Assim, soma 9 pontos em 4 jogos.

Sem espaço no São Paulo, no qual virou reserva, Arboleda foi um dos destaques ao mostrar que é bastante útil para a seleção equatoriana. O defensor abriu a goleada logo no começo do jogo, ainda participou do quarto gol e marcou o sexto.

O defensor aproveitou uma bola mal afastada que voltou para a área e girou do pé esquerdo para fazer 1 a 0 em Quito, com somente seis minutos. Não deu nem tempo para os colombianos assimilarem o baque e lá estava Mena comemorando outro gol.

Lançamento longo que o atacante mostrou calma para fazer belo domínio e bater colocado no canto. Com 9 minutos a Colômbia caminhava para a segunda derrota seguida nas Eliminatórias. Depois de levar de 3 a 0 do Uruguai em casa, na rodada passada, sair perdendo por 2 a 0 com menos de 10 minutos estava fora dos planos do técnico português Carlos Queiroz.

Sem saída, a Colômbia precisava diminuir o placar e se lançou toda ao ataque. Exposta, acabou deixando muito espaço atrás. Com o Equador inspirado, uma postura suicida. Em novo contragolpe preciso, Estrada recebeu o cruzamento e só escorou para o gol vazio, aos 32.

Seis minutos mais tarde, Arboleda voltou a mostrar boa presença de área. Recebeu o cruzamento e cabeceou para Arreaga anotar o quarto dos equatorianos. Era uma aula de futebol para cima da seleção colombiana. James Rodríguez, de pênalti, diminuiu o vexame no minuto final do primeiro tempo.

Mesmo tirando o pé do acelerador na etapa final, os equatorianos foram os únicos a marcar. Em dose dupla. Aos 33, Gonzalo Plaza aumentou a surra histórica. Dois minutos mais tarde seria expulso pelo segundo amarelo.

Nem com um homem a mais em campo a Colômbia conseguiu diminuir o marcador. Pior, ainda viu Arboleda anotar o sexto nos acréscimos. Os colombianos somaram a segunda derrota seguida, com nove gols sofridos, e ficaram para trás na classificação. Após quatro rodadas, hoje estaria fora da Copa do Catar com os quatro pontos somados. O Equador, com nove pontos e futebol vistoso, mostra que é forte concorrente a uma das vagas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *