Equator bate a Bolívia de virada em La Paz e assume vice-liderança provisória

Em jogo movimentado, o Equador derrotou a Bolívia de virada nesta quinta-feira, fora de casa, na abertura da terceira rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar. Um gol de pênalti convertido por Gruezo no final da partida, disputada na altitude de La Paz, assegurou a segunda vitória dos equatorianos na competição.

Com o triunfo, o Equador confirmou a boa fase – antes já havia superado o Uruguai – foi aos seis pontos e subiu para a vice-liderança das Eliminatórias da América do Sul, atrás apenas do Brasil. O posto, no entanto, não é definitivo, já que foi apenas o primeiro jogo da terceira rodada. Entretanto, a seleção permanecerá no G4, independentemente de outros resultados. A Bolívia, por outro lado, segue sem pontuar e afundada na lanterna, com 10 gols sofridos e apenas três marcados.

Tanto Bolívia como o Equador voltam a jogar na próxima terça-feira, pela quarta rodada das Eliminatória Sul-Americanas. Os equatorianos recebem a Colômbia, em Quito, às 18 horas (de Brasília), enquanto que os bolivianos visitam o Paraguai, às 20 horas, em Assunção.

No primeiro tempo, o Equador começou comandando as ações, mas falhou nas finalizações nas poucas vezes em que chegou ao ataque com perigo. A Bolívia se lançou mais ao ataque a partir da metade da primeira etapa e mostrou mais eficiência, tanto que abriu o placar. Aos 37 minutos, Arce recebeu de Flores na área e bateu no canto direito para marcar. Aos 43, os visitantes responderam com Mena, mas Lampe fez boa defesa para evitar o empate.

O confronto foi animado na etapa complementar. Com muitos espaços dos dois lados, as equipes protagonizaram um jogo de bom nível, apesar da fragilidade das duas seleções. Os equatorianos não demoraram a empatar e balançaram as redes aos dois minutos, com Beder Caicedo, que invadiu a área e concluiu com precisão no canto esquerdo.

Os visitantes seguiram superiores e a virada foi consumada aos dez minutos, quando Mena bateu forte e viu a bola tocar na trave e morrer no fundo da rede. Cinco minutos depois, porém, a Bolívia restabeleceu a igualdade com Marcelo Moreno. O atacante do Cruzeiro marcou de cabeça após escanteio cobrado por Arce.

Mais tarde, Marcelo Moreno teve a chance de recolocara os anfitriões em vantagem, mas parou no goleiro Domínguez. O gol perdido fez falta, já que aos 42 minutos o árbitro marcou pênalti após toque na mão dentro da área.

Na cobrança, Gruezo converteu, deixou a seleção equatoriana na frente e assegurou a vitória. Nos acréscimos, o Equador quase marcou o quarto, com Ibarra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *