Equipe ACCIONA|SAINZ XE termina a primeira prova do Extreme E com 26 pontos

No último domingo a equipe da ACCIONA | SAINZ XE terminou a primeira etapa do Extreme E – grande novidade do automobilismo mundial em 2021 – em quarto lugar na classificação geral, com 26 pontos. 

Apenas os dois primeiros colocados nesta primeira corrida puderam ir à final para lutar pela vitória absoluta da prova, porém, Carlos Sainz e Laia Sanz não conseguiram brigar pelo título da nova categoria de SUVs elétricos.

A corrida começou muito bem para a equipe SAINZ XE, com uma ótima largada de Carlos Sainz, mas antes que o piloto pudesse se destacar ele sofreu o impacto de outro participante, que fez com que o veículo da ACCIONA caísse para a terceira posição. A cortina de areia levantada pelos carros foi mais um dos motivos pelo qual a equipe não conseguiu subir de posição.

Agora, a equipe da ACCIONA voltará a competir no XPrix do Oceano, nos dias 29 e 30 de maio, nas proximidades do Lago Rosa, em Dakar (Senegal). A nova prova pretende refletir as consequências da elevação do nível do mar, da deterioração do fundo do mar e do aumento dos resíduos acumulados nas encostas.

O calendário Extreme E será completado com o XPrix do Ártico, na Groenlândia (28 a 29 de agosto), o XPrix da Amazônia, no Brasil (23 a 24 de outubro) e a final da primeira temporada acontecerá em Tierra del Fuego, na Patagônia, que receberá a etapa Glaciar nos dias 11 e 12 de dezembro.

Competição com propósito

A participação da ACCIONA no Extreme E tem o grande objetivo de reforçar a promessa social da companhia de lutar contra as mudanças climáticas e, ao mesmo tempo, promover a mobilidade sustentável e a igualdade de gênero através do esporte. Além disso, o campeonato também abre caminho para um novo modelo de automobilismo sem a dependência de combustíveis fósseis.

Impacto das mudanças climáticas

As nove equipes competiram com SUVs 100% elétricos – movidos por sistemas de hidrogênio verde – no deserto de Al-Ula, na Arábia Saudita. O ecossistema desértico do circuito tem mostrado a degradação progressiva e a seca das terras áridas causadas pelo aquecimento global.

O programa Legacy – elaborado pela equipe científica do Extreme E, que é especializada na região – desenvolve ações de conservação da fauna do litoral do Mar Vermelho em parceria com a Fundação Ba’a.

Confira a classificação completa do campeonato após a 1ª etapa:

  • Rosberg X Racing (Johan Kristoffersson / Molly Taylor): 35 pontos
  • X44 (Sébastien Loeb / Cristina Gutiérrez): 30 pontos
  • Andretti United (Timmy Hansen / Catie Munnings): 28 pontos
  • ACCIONA | Sainz XE Team (Carlos Sainz / Laia Sanz): 26 pontos
  • Hispano Suiza XITE Energy Team (Oliver Bennett / Christine Giampaoli Zonca): 20 pontos
  • JBXE (Jenson Button / Mikaela Åhlin-Kottulinsky): 17 pontos
  • ABT Cupra XE (Mattias Ekström / Claudia Hürtgen): 13 pontos
  • Segi TV Chip Ganassi Racing (Kyle LeDuc / Sara Price): 12 pontos
  • Veloce Racing (Stéphane Sarrazin / Jamie Chadwick): 8 pontos

Sobre a ACCIONA

A ACCIONA é uma empresa global, líder no fornecimento de soluções regenerativas para uma economia descarbonizada. Seus serviços abrangem energia renovável, tratamento e gestão de água, transporte ecoeficiente e sistemas de mobilidade, infraestruturas resilientes, entre outros. A empresa, que está presente em mais de 60 países, é neutra em carbono desde 2016. Em 2020, a ACCIONA registrou faturamento de € 6,4 bilhões. Mais informações: www.acciona.com.br / Instagram/Facebook/LinkedIn: @acciona

Da Assessoria